inclusão de arquivo javascript

 
 

Polícia registra 818 ocorrências no Fórum Social

05 de fevereiro de 2005 04h21

Há apenas um registro de atentado violento ao pudor. Foto: Juliana Bruce/Ciranda/Divulgação

Há apenas um registro de atentado violento ao pudor
Foto: Juliana Bruce/Ciranda/Divulgação

A Polícia Civil e a Brigada Militar de Porto Alegre registraram 818 ocorrências durante os seis dias do Fórum Social Mundial na capital gaúcha.

De acordo com o jornal Zero Hora, os furtos corresponderam a 266 dos casos registrados na Polícia Civil. A Delegacia da Mulher registrou três casos: injúria qualificada, atentado violento ao pudor e injúria comum.

Para o delegado Cleber Ferreira, as ocorrências do FSM foram "infinitamente menores" do que as de toda a Capital. Somente na área central da cidade, diz ele, há 60 ocorrências por dia.

Apesar das suspeitas de casos de estupro no Acampamento da Juventude, a palavra não aparece em nenhuma das ocorrências. Responsáveis pelo Espaço de Cultura e Saúde do Acampamento, porém, disseram que casos de estupro foram atendidos no ambulatório, segundo o jornal.

O enfermeiro Osvaldo Peralta Bonetti, 27 anos, um dos responsáveis pelo espaço de saúde, disse que apenas três casos de agressões a mulheres foram verificados, mas sem notificação de estupro. "Isso não significa que não tenha havido estupros, mas nada foi registrado", afirmou ao jornal.

Redação Terra