inclusão de arquivo javascript

 
 

SP: "bar de gelo" é ensaio para construção de "cidade de gelo"

22 de junho de 2008 11h15

Vagner Magalhães Direto de São Paulo

A inauguração do primeiro "bar de gelo" do País, prevista para a próxima terça-feira, em São Paulo, é o primeiro passo de um projeto mais ambicioso: montar uma "cidade de gelo" na cidade. Essa é a aposta da empresária Vanessa Vilela Siqueira, uma das sócias do projeto, instalado na zona oeste da capital paulista.

» Por R$ 30, bar de gelo oferece drinque "glacial"

» Arábia constrói cidade no deserto

» Espanha terá hotel de 235 m de altura

Segundo Vanessa, a idéia do novo bar é testar a aceitação do público e de investidores para trazer para o Brasil o conceito de uma "cidade de gelo".

"Temos um projeto de fazer uma exposição, de três ou quatro meses, do que seria uma cidade de gelo, com vários ambientes. Nossa idéia é levar isso para a ''Oca'', no Parque do Ibirapuera", diz Vanessa.

Segundo ela, dependendo da aceitação, o "bar de gelo" também pode se tornar itinerante, com passagens por outras capitais do País.

O "Ice Espaço", instalado dentro de uma câmara frigorífica, tem capacidade para 20 clientes. No local, os visitantes ficam a uma temperatura ambiente que varia entre -6ºC e -10ºC. Os copos também são fabricados com gelo.

Por segurança, a cada 30 minutos, os clientes são trocados, para evitar uma exposição excessiva à baixa temperatura.

"Mesmo antes da inauguração, a gente já percebe que muita gente tem se interessado pelo novo espaço. Desde clientes, que ligam para saber sobre o funcionamento da casa, até os próprios fornecedores, que pretendem utilizar o espaço para o lançamento de seus produtos", diz Vanessa, que investiu cerca de R$ 700 mil no estabelecimento.

O "Ice Espaço" fica dentro do "Artespaço", um bar e restaurante que também servirá como espaço de exposição para os móveis desenhados e fabricados pelos proprietários da casa. Todos as peças estarão à disposição dos clientes para a venda.

Invertia