inclusão de arquivo javascript

 
 

Doença muda cor de pele de apresentador de TV

18 de dezembro de 2007 16h28 atualizado às 16h43

Lee Thomas usa maquiagem para cobrir as manchas brancas ao redor dos olhos. Foto: AP

Lee Thomas usa maquiagem para cobrir as manchas brancas ao redor dos olhos
Foto: AP

Lee Thomas, 40 anos, é um apresentador de TV de uma afiliada local da Fox Broadcasting Company, nos Estados Unidos. A pele dele vem mudando de cor. Ela, que era negra, está agora colorida com manchas mais claras ao redor dos olhos e da boca e ao longo do nariz, orelhas, braço, ombros e peito.

» Foto ampliada
» Veja outra foto
» Saiba mais sobre vitiligo

Thomas possui vitiligo, uma doença em que as células de pigmentação da pele são destruídas. Manchas brancas aparecem em diferentes partes do corpo, tecidos da boca, nariz e na retina.

"Eu sou um homem negro virando branco na televisão e as pessoas podem ver isso", declara o âncora e repórter de entretenimento. "Se você me assistir ao longo dos anos vai perceber que minhas mãos mudaram completamente do negro para o branco."

"Não existe uma causa. Não existe uma cura, é tudo muito aleatório", declara Thomas. "Eu posso ficar totalmente branco ou apenas parcialmente."

Poucas pessoas, exceto os médicos e aquelas que já tiveram a doença, já tinham ouvido o termo "vitiligo" até que Michael Jackson revelou no início da década de 1990 que a doença estava por trás da sua mudança de pele negra para branca.

Aproximadamente 65 milhões de pessoas no mundo têm este tipo de desordem, sendo que 2 milhões vivem nos Estados Unidos. Não é algo fatal, mas os especialistas dizem que o vitiligo rouba a auto-confiança das pessoas, faz com que elas sejam desagradavelmente encaradas e ainda leva algumas a uma reclusão forçada.

Atualmente, o âncora Lee Thomas conversa abertamente sobre o vitiligo e como a doença afetou sua vida e carreira. Ele até mesmo escreveu um livro sobre essa experiência chamado Turning White: a Memoir of Change (Ficando Branco: Uma Memória de Mudança, em tradução literal).

Entretanto, até novembro de 2005, somente seus parentes e os amigos mais próximos sabiam do segredo que Thomas escondia desde os 25 anos. Thomas percebeu que o vitiligo estava se tornando cada vez mais evidente quando ele não conseguiu mais escondê-lo de uma garota da pré-escola, durante uma reportagem que fez. As mãos de duas tonalidades deixaram a garota assustada e ela começou a chorar.

"Eu pensei que minha carreira estivesse acabada", disse Thomas, que já foi ganhador do Emmy e que geralmente entrevista celebridades como Will Smith, Tom Cruise e Halle Berry. Ele se preparou para conversar com sua diretora do jornal e sair da televisão.

Hoje, ele já superou o trauma inicial e usa uma combinação de cremes e maquiagens para cobrir o crescimento das manchas em sua pele, rosto, mãos e braços. Espectadores, colegas de trabalho e até mesmo seus parceiros no jogo de basquete nunca tinham percebido a desordem.
Redação Terra