0

Governo prevê tropas espanholas atuando na Líbia por três meses

21 mar 2011
18h19

As tropas espanholas que participam da implantação de uma zona de exclusão aérea na Líbia atuarão no país norte-africano durante um mês, e os soldados destacados para atuar no embargo de armas poderão permanecer por três meses ou mais, informou o governo espanhol nesta segunda-feira.

Ainda de acordo com o Executivo, ambos os prazos têm possibilidade de serem estendidos. O presidente do Governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, informará nesta terça-feira ao plenário do Congresso dos Deputados sobre estas previsões para pedir a autorização parlamentar.

A Espanha colocará à disposição da coalizão internacional 500 militares, incluindo os representantes nos quartéis-generais, informou o governo em comunicado, horas antes do comparecimento de Zapatero ao Parlamento.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade