0

Governo indonésio confirma queda de avião da Trigana Air

16 ago 2015
12h11
  • separator
  • comentários

Aeronave perdeu contato com controle meia hora após decolagem. Moradores de região remota e montanhosa dizem ter visto destroços. Não há informações a respeito de sobreviventes.

Autoridades da Indonésia confirmaram a queda da aeronave da companhia Trigana Air, que perdeu contato com o controle de tráfego aéreo neste domingo (16/08), pouco mais de meia hora após decolar. O avião, com 54 pessoas a bordo, caiu no leste da província indonésia de Papua, segundo o Ministério do Transporte do país. Não há informações a respeito de sobreviventes.

Antes, a mídia local citou o diretor de operações da empresa aérea, Beni Sumaryanto, que afirmou ter recebido informações vindas de moradores de um povoado na região montanhosa a 25 quilômetros de Oksibil – o destino do voo –, relatando terem vistos destroços do avião na área.

A aeronave, modelo ATR 42, operada pela companhia Trigana Air Service, desapareceu pouco antes das 15h locais, 34 minutos após a decolagem, segundo a Agência Nacional de Busca e Resgate da Indonésia (Basarnas).

O avião levantara voo do aeroporto regional de Sentani, que serve a localidade de Jayapura, na província de Papua, no sudeste da Indonésia, com 44 adultos, cinco crianças e cinco tripulantes. A viagem, com destino a Oksibil (província de Papua), deveria durar 45 minutos.

O desaparecimento do avião da Trigana Air Service é o segundo incidente aéreo que ocorre na Indonésia no último mês e meio.

Em 30 de junho, 141 pessoas morreram quando um avião militar caiu em uma área residencial de Medan, capital da província de Sumatra do Norte, logo após a decolagem.

O presidente indonésio, Joko Widodo, prometeu, então, que as autoridades fariam uma revisão da frota aérea do país, que especialistas consideram defasada.

MD/lusa/efe/rtr/dpa

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade