0

Fórum Social Mundial deve ganhar memorial em Porto Alegre

25 jan 2010
11h20
atualizado às 14h19

O Fórum Social Mundial (FSM) deve ganhar um memorial em Porto Alegre para abrigar a história do encontro de movimentos sociais que está completando dez anos. Na abertura do encontro, na manhã desta segunda-feira, o prefeito da capital gaúcha, José Fogaça, anunciou a assinatura de um convênio com o Conselho Internacional do FSM para a construção do memorial. "Porto Alegre não pode perder a oportunidade de fazer esse registro da história, da cultura e das ideias do Fórum", disse.

Jovens se reúnem no Acampamento Intercontinental da Juventude, em Novo Hamburgo (RS), em razão do Fórum Social Mundial
Jovens se reúnem no Acampamento Intercontinental da Juventude, em Novo Hamburgo (RS), em razão do Fórum Social Mundial
Foto: Marcos de Paula / Agência Estado

Segundo Fogaça, o FSM decidirá sobre o formato da instalação. "Eles entram com o material, projeto e ideias, para que tenham total autonomia para fazer algo que esteja de acordo com o conteúdo e a forma que quiserem", disse.

O terreno será doado pela prefeitura, mas o local ainda não está definido. "Tem que ser num lugar nobre. É uma definição que eu não posso antecipar porque não tenho ideia", afirmou.

Até sexta-feira, o FSM deve reunir cerca de 600 atividades em Porto Alegre e em cinco municípios da região metropolitana. Nesta tarde, os participantes caminharão pelas ruas da capital gaúcha durante a tradicional marcha de abertura do fórum.

Agência Brasil Agência Brasil

compartilhe

publicidade
publicidade