Notícias Especial Retrospectiva 2002 Política


Capa
Arte e Literatura
Brasil
Ciência
Cinema
Economia
Esportes
Gente e TV
Informática
Moda
Mundo
Música
Política
Popular
TV Terra
Megaenquete
Fórum
Fotos
Quiz
Retrospectiva 2001
Retrospectiva 2000

IstoÉ
IstoÉ Gente

Receba notícias no seu e-mail

Escreva sua crítica ou sugestão


Política
Lula vence eleição após 13 anos e anuncia cruzada contra a fome
 
Reuters
Presidente eleito saboreia vitória e fim da espera de 13 anos
Links
» Lula chega à Presidência após 13 anos em campanha
Notícias
» Conheça a nova primeira-dama brasileira, Marisa
» Combate à fome é o principal objetivo do governo Lula
Galeria de Fotos
» Primeira visita de Lula a Brasília após eleito
» Lula faz primeiro discurso após vitória
» A vida de Lula de 1989 a 2002
» A vida de Lula de 1945 a 1988
» Fotos da campanha de Lula
Veja também:
Sites Relacionados
» Faça o quiz
» Comente as notícias de 2002
» Responda às enquetes
Multimídia
Galerias de fotos
» As melhores imagens de 2002
Todas as notícias sobre Política
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Nordestino e metalúrgico. Luiz inácio Lula da Silva agregou em 27 de outubro de 2002 mais um atributo: o de presidente eleito do Brasil. Depois de quatro candidaturas consecutivas e 13 anos de espera, Lula chegou à sua consagração aos 57 anos de vida. Em seus 22 anos de existência, é a primeira vez que o Partido dos Trabalhadores chega ao governo federal.

Foi a vitória do desejo de mudança sobre oito anos do governo do sociólogo Fernando Henrique Cardoso, que sepultou o pesadelo inflacionário, mas gerou altos índices de desemprego. O novo presidente elegeu o combate à fome e geração de renda como sua meta em quatro anos.

Lula quase venceu em 1989, quando o fenômeno Fernando Collor de Mello arrematou a Presidência. Em 1994 e em 1998, o petista, fundador da sigla em 1980, foi derrotado ainda no primeiro turno pelo sucesso da estabilidade.

Em 2002, o presidente de honra do PT quase que ficou fora da disputa. O passado de três derrotas pesava sobre o ex-sindicalista. Mas, veio a prévia e a sedução das pesquisas. Lula virou candidato, fez uma reforma no discurso e no manequim de esquerdista - com ajuda do publicitário Duda Mendonça - e liderou do começo ao fim o duatlo sucessório.

Não venceu no primeiro turno por pouco. O placar foi de 39.443.876 votos, 46.4% dos válidos. No confronto com o tucano José Serra, o petista confirmou favoritismo e teve o melhor desempenho de uma campanha a presidente. Foram 52.793.364 votos, 61,3% dos válidos.

Veterano em eleições, mas inexperiente na administração pública, o presidente eleito apostou na sua lábia de sindicalista e negociador. Atraiu adeptos à sua causa "da mudança do Brasil" de empresários tradicionais a intelectuais. Já eleito, ampliou a convocação em torno de uma pacto social.

Na briga da TV, o Duda Mendonça usou dos trunfos de enredo de novela a programas de auditório para conquistar a audiência. Lula de volta a Garanhuns - a terra natal em Pernambuco, Lula em estaleiro, Lula em fábrica de automóveis e Lula respondendo a perguntas de jovens em estúdio de TV. A tática se mostrou depois preparativo para o debate decisivo na TV Globo.
 

Redação Terra