ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Eleições 2006
Quinta, 4 de maio de 2006, 06h30 
Novo presidente do TSE prevê disputa agressiva
 
Últimas de Eleições 2006
» Ibope aumenta índice de acertos no 2º turno
» Diminui número de eleitores no 2º turno em Manaus
» Lula falhou na participação social, diz especialista
» Stédile diz que reeleição é "extremamente positiva"
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marco Aurélio Mello, toma posse hoje, às 19h , no plenário do TSE, ciente dos desafios da Justiça Eleitoral numa eleição pós-crise política. Esta é a segunda vez que ele comandará o TSE. Marco Aurélio foi eleito no dia 11 de abril para um mandato de dois anos. O novo presidente prevê para 2006 uma disputa partidária acirrada e um tanto quanto extravagante, no sentido de os candidatos partirem para agressões mútua.

"Vai ser diferente porque creio que os candidatos estarão mais espertos, mais atentos aos parâmetros existentes. Hoje não varremos mais as mazelas para debaixo do tapete. As coisas afloraram e por isso estamos prevendo uma disputa acirrada e um tanto quanto extravagante. No sentido de se partir para agressões mútuas", disse ele ao jornal O Globo.

Marco Aurélio não tem esperanças de que o caixa dois deixe de existir e reconhece que a legislação poderia ser mais rigorosa para coibi-lo. Mas aposta que os políticos ficarão mais cuidadosos. Para ele, os escândalos que tanto impressionaram a população não podem gerar pessimismo.

Posse
Na mesma cerimônia, assume o cargo o vice-presidente da Corte, Antonio Cezar Peluso. Participam do evento os ministros da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, e da Integração Nacional, Pedro Brito; parlamentares, magistrados, integrantes do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e funcionários do tribunal. O procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, também participa da cerimônia.

Formado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o carioca Marco Aurélio, 60 anos incompletos (faz aniversário em 12 de julho), é mestre em Direito Privado, tem quatro filhos e foi nomeado para ministro do Supremo Tribunal Federal em 1990 pelo então presidente Fernando Collor de Mello.
 

Redação Terra