ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Presidencial
Sábado, 29 de abril de 2006, 06h01  Atualizada às 09h24
Para Lula, vitória do PT no 1º turno é possível
 
Últimas de Presidencial
» Lula falhou na participação social, diz especialista
» Stédile diz que reeleição é "extremamente positiva"
» Lula mantém rumo da economia e Mantega na Fazenda
» Contrapartida de apoio de Maggi a Lula prevê cargos federais
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva demonstrou pela primeira vez ontem estar seguro de que vencerá as eleições presidenciais de outubro. "Que venham, porque estaremos prontos para rechaçá-los", disse, refererindo-se aos partidos de oposição, no encerramento de seu discurso na abertura do 13º Encontro Nacional do Partido dos Trabalhadores, em São Paulo.

» Opine sobre as declarações de Lula
» Lula: "na disputa no voto, eles não nos derrotarão"
» Lula é recebido com coro pela reeleição
» Inaugurações de Lula são oportunismo, diz Alckmin
» Lula ironiza "choque de gestão" de Alckmin
» Veja fotos
» Dirceu comparece a encontro nacional do PT

Lula deu mostras de qual será o tom da sua campanha. "Comparar nosso governo com o passado é a mesma coisa que comparar o Corinthians com o Íbis", disse , citando o clube pernambucano que já foi considerado "o pior do mundo". Lula ressaltou que seu objetivo é fazer comparações, inclusive no campo ético. "É preciso levantar a cabeça para não ter vergonha do debate ético. Não podemos permitir que os setores mais conservadores venham nos dar lição de ética", afirmou.

Lula também comparou o comportamento das principais forças políticas do país quando estiveram na oposição ao governo. Para ele, o PT, na oposição, era "fichinha" perto do que estão sendo o PSDB e o PFL. "Não atacávamos as pessoas, não mexíamos nas famílias. Não mexíamos nas relações pessoais", disse.

Dando seguimento a tática de vincular a crise política causada pelas denúncias de corrupção a uma espécie de disputa de classes, Lula disse que está sendo vítima da má vontade dos ricos. "Tenho noção do que uma parte muito pequena da elite política brasileira faz com aqueles que ocupam postos que eles pensavam que eram só deles na história deste país", disse.


 

Redação Terra