ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Presidencial
Terça, 11 de abril de 2006, 02h33  Atualizada às 07h36
Vantagem de Alckmin cai 10 pontos em SP
 
Últimas de Presidencial
» Ibope: Lula está 22 pontos à frente de Alckmin
» Datafolha: Lula confirma vantagem de 22 pontos
» Ibope: Lula mantém vantagem de 24 pontos sobre Alckmin
» Vox Populi: Lula vence com 61%; Alckmin tem 39%
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Pesquisa do Datafolha realizada nos dias 6 e 7 de abril mostra que a vantagem do pré-candidato do PSDB no Estado de São Paulo sobre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na corrida para o Palácio do Planalto, caiu 10 pontos percentuais em comparação com o levantamento anterior do instituto, feito em 16 e 17 de março. Maior colégio eleitoral do País, São Paulo era governado por Alckmin até o mês passado e, hoje, representa o reduto mais importante do tucano.

» PSDB se mobiliza para "alavancar" Alckmin » Lula segue na frente em pesquisa Datafolha

Enquanto o Datafolha mostrava, na pesquisa anterior, 48% das intenções de voto para Alckmin contra 32% para Lula (uma diferença de 16 pontos) no Estado paulista, agora o instituto indica que a margem em favor do tucano caiu para seis pontos percentuais (41% para o ex-governador frente a 35% das preferências para o atual presidente da República). A margem de erro do levantamento é de dois pontos para cima ou para baixo.

O PSDB e o PFL, que negociam uma coligação nas eleições presidenciais de outubro, já tinham acendido o sinal de alerta para a disputa entre Alckmin e Lula no plano nacional. De acordo com a pesquisa Datafolha divulgada sábado passado, referente à preferência do eleitorado em todo o País, Lula aparece com 40% das intenções de voto, contra 20% do tucano e 15% do pré-candidato do PMDB, Anthony Garotinho. Além de continuar cerca de 20 pontos atrás de Lula, Alckmin ainda viu Garotinho "encostar".

No Estado de São Paulo, a queda de Geraldo Alckmin se concentrou no interior. Nessa região, as intenções de voto para o ex-governador caíram de 50% para 41%, enquanto Lula saltou de 27% para 36%. Na Região Metropolitana, Alckmin caiu de 46% para 42% - diminuição mais acentuada que a do petista, o qual passou de 36% para 33%. Na capital, Lula caiu um ponto, e o tucano, dois.

De acordo com o diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulino, a queda acentuada de Geraldo Alckmin dentro de seu próprio reduto é reflexo das recentes denúncias de suposto uso de verbas publicitárias da Nossa Caixa para anúncios em veículos de membros da base aliada do ex-governador. No Estado de São Paulo, a queda foi de sete pontos, enquanto, na Região Sudeste, desceu de 32% para 27% e, no País, passou de 23% para 20%.

O Datafolha ouviu 1.682 eleitores nos dias 6 e 7 de abril no Estado de São Paulo. A pesquisa, realizada sob encomenda do jornal Folha de S.Paulo, está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) sob o número 208/2006.
 

Redação Terra