ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Presidencial
Segunda, 30 de outubro de 2006, 05h43  Atualizada às 07h41
Lula se reúne com Aécio e Cabral por acordo
 
Últimas de Presidencial
» Lula falhou na participação social, diz especialista
» Stédile diz que reeleição é "extremamente positiva"
» Lula mantém rumo da economia e Mantega na Fazenda
» Contrapartida de apoio de Maggi a Lula prevê cargos federais
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Diposto a estabelecer uma aproximação com os governadores eleitos, em seu próximo mandato, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), vai receber nesta segunda-feira, em Brasília, o governador reeleito de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), e o governador eleito do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB). A informação sobre o encontro foi dada por Aécio durante entrevista para a Globonews, na noite deste domingo. O presidente viaja na manhã de hoje para Brasília.

» Fotos: Lula discursa na Paulista
» Fotos: Lula dá 1ª entrevista
» Fotos: Lula vota e agradece
» Fotos: veja campanha para reeleição
» Fotos: confira a trajetória de Lula
» Opine sobre a vitória de Lula
» Confira o perfil de Lula

Lula deixou clara sua intenção já no primeiro discurso como presidente reeleito. Ele garantiu que vai priorizar o diálogo com a oposição e a reforma política. "Eu, pessoalmente, irei interferir nessas relações com o Congresso Nacional. O Congresso, historicamente, é uma cabeça pensante com muitas cabeças pensando ao mesmo tempo. Não haverá veto a ninguém. Vou chamar todo mundo para conversar. (...) Vamos discutir, logo no começo do mandato, a reforma política que o Brasil tanto precisa", declarou.

Apoios
O presidente ampliou a base de apoio nos Estados com a vitória de mais cinco aliados: Ana Júlia Carepa (PT-PA), Sérgio Cabral (PMDB-RJ), Eduardo Campos (PSB-PE), Roberto Requião (PMDB-PR), Wilma de Faria (PSB-RN) e Jackson Lago (PDT-MA).

Dos 17 governadores eleitos no primeiro turno, nove estão do lado do presidente, que sai do pleito vitorioso e com o apoio de pelo menos 15 dos 27 governadores eleitos.

Os governadores têm influência sobre deputados e senadores de seus Estados e podem ser muito úteis no segundo mandato na implementação de projetos federais e na arregimentação de votos no Congresso. Eles também têm peso na definição de candidaturas à Presidência em 2010.

Com Reuters
 

Redação Terra