ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Presidencial
Domingo, 29 de outubro de 2006, 23h06  Atualizada às 01h14
Imprensa internacional atribui vitória de Lula a programas sociais
 
Reprodução
Lula ganhou foto na cada da versão online do jornal espanhol  El País
Lula ganhou foto na cada da versão online do jornal espanhol El País
Últimas de Presidencial
» Lula falhou na participação social, diz especialista
» Stédile diz que reeleição é "extremamente positiva"
» Lula mantém rumo da economia e Mantega na Fazenda
» Contrapartida de apoio de Maggi a Lula prevê cargos federais
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O jornal New York Times noticiava já na noite de domingo que o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, venceu as eleições mesmo com uma série de escândalos de corrupção que arranharam sua imagem e credibilidade. O jornal atribuiu a vitória de Lula à classe trabalhadora do País.

Veja as páginas:
» Clarín (Argentina)
» CNN (Estados Unidos)
» El País (Espanha)
» La Repubblica (Itália)
» MSNBC (Estados Unidos)
» Washington Post (Estados Unidos)

"Este resultado é extraordinário e devolveu a Lula a legitimidade que os escândalos de corrupção tinham tirado de seu governo", disse Jairo Nicolau, cientista político da Universidade Mendes ao jornal.

Outro cientista político, Alberto Carlos Almeida, afirmou que as políticas sociais de Lula foram decisivas para a sua reeleição. Embora tenha mantido uma política econômica ortodoxa, Lula a combinou com programas sociais, o que deu uma impressão de estabilidade, uma vez que ele estaria resolvendo os problemas dos pobres no País.

O jornal argentino Clarín noticiou a vitória de Lula com manchete "Lula ganhou por mais de 21 pontos e governará o Brasil por mais quatro anos", destacando como será o posicionamento do Brasil no Mercosul. O jornal também destacou que Lula preferiu comemorar discretamente a vitória a se comportar euforicamente.

O diário publicou que o presidente reeleito chamou a oposição ao diálogo, ressaltou os laços com o Mercosul e colocou como meta fazer crescer o Brasil. Sobre a Argentina, disse que a relação bilateral entre os dois países atravessa o melhor momento nos últimos anos e que nunca houve tanta confiança política com os países do Mercosul.

O La Nacion destacou a festa da vitória de Lula na avenida Paulista, em São Paulo. Das declarações do presidente reeleito, o jornal destacou uma em que Lula afirmava que os pobres serão a prioridade de seu segundo mandato. Quanto a Geraldo Alckmin, o jornal tratou do momento em que o candidato do PSDB admitiu a vitória de Lula: "fiz o que pude, percorri todo o País".

A BBC destacou a ampla vantagem da vitória de Lula sobre Alckmin, com mais de 60% dos votos da eleição presidencial. A prioridade aos pobres no segundo mandato foi citada, bem como os escândalos de corrupção que rodearam o primeiro mandato petista.

O periódico espanhol El País destacou que o presidente reeleito chamou os aliados e opositores para unirem-se a fim de trabalhar pelo País. "A vitória não é de Lula, não é do PT, não é de nenhum partido político. A vitória é eminentemente da sabedoria do povo brasileiro", disse Lula.
 

Redação Terra