ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Rio Grande do Sul
Segunda, 16 de outubro de 2006, 19h48 
Olívio e Lula recebem apoio de 261 prefeitos e vices gaúchos
 
Maicon Bock
Direto de Porto Alegre
 
Maicon Bock/Terra
Mais de 200 prefeitos e vices do Estado manifestaram apoio a Lula e a Olívio no segundo turno
Mais de 200 prefeitos e vices do Estado manifestaram apoio a Lula e a Olívio no segundo turno
Últimas de Rio Grande do Sul
» RS: apenas um terço dos candidatos prestou contas
» Yeda anuncia cinco projetos que encaminhará à AL
» Rigotto recebe Yeda e coloca secretariado à disposição
» Yeda diz que já trocou "recadinhos" com Lula
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O candidato do PT ao governo gaúcho, Olívio Dutra, recebeu na tarde desta segunda-feira, o apoio de 261 prefeitos e vice-prefeitos do Rio Grande do Sul. Em encontro em Porto Alegre, que contou com a presença da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, os políticos manifestaram adesão também à candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Veja mais fotos do encontro

Além dos 97 prefeitos e vices do PT, manifestaram apoio também o PSB (19), PMDB (33), o PDT (58), PP (36), o PTB (12) e o PL (2). Quatro prefeitos e vices sem partido também participaram. Durante o evento, Olívio destacou a importância de recuperar a integração entre União, estados e municípios. "O Rio Grande do Sul não pode ficar mais quatro anos no atraso", afirmou.

Mais uma vez Olívio destacou a necessidade de manter sob a gestão pública as estatais gaúchas, como o Banrisul, a CEEE, a Corsan e a Procergs. O candidato defendeu novamente a reformulação do Fundopem, um dos programas de incentivo fiscal do governo estadual. A idéia de Olívio é ampliar o número de beneficiários, abrangendo todas as mais de 250 mil empresas do Estado sem favorecer apenas uma empresa.

Olívio recordou que, em seu governo, entre 1999 e 2002, uma média de 7,6 mil empresas se instalaram no Estado por ano. O petista ainda criticou o governo atual. "Quando não se queixam de São Pedro, se queixam do presidente Lula", afirmou.
 

Redação Terra