ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Mato Grosso
Segunda, 9 de outubro de 2006, 22h50 
PT consegue que a maioria dos partidos apóiem Lula
 
Últimas de Mato Grosso
» Maggi defende aproximação com governo federal
» Governador de MT comemora vitória de Lula
» PPS vai abrir processo de expulsão de Blairo Maggi
» Freire ainda tenta afastar Maggi do PPS
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O PT conseguiu quase que a totalidade da adesão dos partidos para apoiarem a reeleição de Lula, no Mato Grosso. O PMDB e o PPS, que nacionalmente apoiam Alckmin, anunciaram apoio ao petista.

Segundo o jornal Diário de Cuiabá, o governador reeleito Blairo Maggi, deve anunciar entre segunda ou terça-feira, seu apoio à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O primeiro suplente de senador eleito, Luiz Antônio Pagot (PPS) disse que vários partidos que compõem a base de sustentação do governo Maggi, como o PTB, PMDB, PAN, PSB, PL e o próprio PPS, já declararam apoio a Lula. "O PFL, por motivos óbvios, está apoiando o (Geraldo) Alckmin (PSDB)", disse Pagot, que deve retornar à Secretaria da Casa Civil nos próximos dias. O candidato a vice-presidente na chapa de Geraldo Alckmin é o senador José Jorge (PFL-MT).

De acordo com o jornal, o presidente da Executiva Estadual do PPS, deputado eleito Percival Muniz, declarou que o seu posicionamento é de apoio à reeleição de Lula. "Sofremos dois anos e meio sem que o governo federal entendesse as nossas necessidades. Hoje estamos com projetos encaminhados em todos os ministérios, então eu acho que uma mudança de governo agora pode atrasar tudo de novo".

No entanto, o presidente disse que como a orientação da Executiva Nacional é de apoio a Geraldo Alckmin, o partido não vai fechar questão sobre o assunto para evitar um conflito com a direção nacional. Dessa forma, os partidários que quiserem apoiar o candidato tucano, a exemplo de Homero Pereira e Wagner Simplício que se manifestaram nesse sentido, poderão fazê-lo. Homero, inclusive, tem repensado seu posicionamento.
 

Redação Terra