ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Presidencial
Terça, 19 de setembro de 2006, 20h30  Atualizada às 00h39
Datafolha: Lula vence no 1º turno com 50%
 
Arte/Terra

Últimas de Presidencial
» Lula falhou na participação social, diz especialista
» Stédile diz que reeleição é "extremamente positiva"
» Lula mantém rumo da economia e Mantega na Fazenda
» Contrapartida de apoio de Maggi a Lula prevê cargos federais
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira pelo Jornal Nacional aponta estabilidade no quadro eleitoral, com vitória do presidente e candidato à reeleição Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no 1º turno, com 50% - mesmo percentual do levantamento anterior. Geraldo Alckmin (PSDB) alcançou 29% (alta de 1 ponto), seguido de Heloísa Helena (Psol), que se manteve com 9%, e Cristovam Buarque (PDT), com 2% (alta de 1 ponto percentual). José Maria Eymael (PSDC), Luciano Bivar (PSL), Rui Costa Pimenta (PCO) e Ana Maria Rangel (PRP) não pontuaram. Brancos e nulos somam 4% e 5% não souberam ou não opinaram. A pesquisa, encomendada pela Rede Globo e jornal Folha de S. Paulo, ouviu 7.735 eleitores entre os dias 18 e 19 de setembro. A margem de erro é de dois pontos. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 17958/2006.

» Confira os dados da pesquisa anterior
» Opine sobre a pesquisa

No primeiro turno, a vantagem de Lula sobre a soma dos demais adversários passou de 11 para 10 pontos percentuais. Nada mudou na projeção de um eventual segundo turno: Lula venceria o tucano por 55% a 38%, mesmos percentuais da semana passada.

A corrida eleitoral permaneceu estável após o escândalo do "dossiê Serra". O caso envolve a prisão de pessoas ligadas ao PT com cerca de R$ 1,7 milhão para a suposta compra de materiais com denúncias contra Alckmin e o candidato do PSDB ao governo paulista, José Serra.

Avaliação do governo
As variações na avaliação de governo também ficaram dentro da margem de erro. A avaliação "ótima ou boa" passou de 46% para 48 pontos percentuais, a "regular" oscilou de 35% para 34%, e a "ruim ou péssima" ficou em 18%.
 

Redação Terra