ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Presidencial
Quarta, 6 de setembro de 2006, 22h50  Atualizada às 02h02
Lula diz que fará em 8 anos o que oposição não faria em 30
 
Ricardo Stuckert/Divulgação
Lula faz comício na Ceilândia, em Brasília
Lula faz comício na Ceilândia, em Brasília
Últimas de Presidencial
» Lula falhou na participação social, diz especialista
» Stédile diz que reeleição é "extremamente positiva"
» Lula mantém rumo da economia e Mantega na Fazenda
» Contrapartida de apoio de Maggi a Lula prevê cargos federais
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O presidente-candidato Luiz Inácio da Silva atacou seus adversários durante comício na quarta-feira e disse que, com mais quatro anos de governo, poderá fazer mais do que a oposição seria capaz de fazer em duas ou três décadas.

Sob uma chuva intensa que, por pouco, não impediu o sucesso do comício na cidade de Ceilândia, no Distrito Federal, Lula disse ainda que seu governo já fez em quatro anos "mais do que eles fizeram em oito", numa referência ao período de governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), colega de partido de Geraldo Alckmin, principal adversário de Lula na corrida eleitoral.

"Com mais quatro anos, nós vamos fazer mais do que eles fariam em 20 ou 30 anos", disse Lula, arrancando aplausos da platéia. "Tem adversário que chega a babar de raiva da gente", provocou.

Situada a 30 km do centro de Brasília, Ceilândia enfrenta problemas com a criminalidade e a falta de emprego, principalmente, entre sua população mais jovem.

A cidade concentra o maior colégio eleitoral da região, com cerca de 300 mil eleitores registrados. Tendo isso em vista, Lula voltou a afirmar em seu discurso que "o nome do meu segundo mandato será desenvolvimento, distribuição de renda e educação de qualidade". "Veja se algum governo criou mais universidades do que nós criamos", desafiou.

Lula também pediu votos para a candidata ao governo do DF, Arlete Sampaio (PT), e para o ex-ministro dos Esportes Agnelo Queiroz (PCdoB), que tenta uma vaga no Senado pelo Distrito Federal.
 

Reuters

Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.