ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Presidencial
Quinta, 29 de junho de 2006, 18h44 
PCdoB formaliza apoio a Lula e divulga documento com metas
 
Maria Clara Cabral
Direto de Brasília
 
Últimas de Presidencial
» Lula falhou na participação social, diz especialista
» Stédile diz que reeleição é "extremamente positiva"
» Lula mantém rumo da economia e Mantega na Fazenda
» Contrapartida de apoio de Maggi a Lula prevê cargos federais
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O PCdoB homologou hoje, em sua convenção nacional em Brasília, a coligação da aliança com o PT e com o PRB, que tem como candidato à Presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva e José Alencar como vice. A união foi aprovada por unanimidade.

O presidente da sigla, Renato Rabelo, disse que a decisão foi tomada, apesar de divergências na política econômica, pois o PT e PCdoB estão juntos desde 1989 e "esta relação tem que ser mantida".

"Vamos trabalhar junto com o PT em uma proposta de governo de segundo mandato. Uma coisa é a opinião do partido, a outra do governo. Um partido pode ter a opinião própria sobre economia, mas o governo tem que entender uma série de critérios", justificou-se.

Renato Rabelo disse ainda que a primeira exigência, caso Lula seja reeleito, é a reforma política. Sobre os problemas nos estados, devido à verticalização, Rabelo disse que hoje apenas Tocantins e Distrito Federal não foram resolvidos. "Mas no DF, tentaremos um acordo até o último momento", completou.

Na convenção nacional de hoje, o partido também aprovou por unanimidade o documento intitulado "Reeleger Lula, renovar o compromisso com as mudanças e eleger os candidatos do partido comunista do Brasil".

No documento, os membros partidários pedem firmes compromissos desenvolvimentistas, estabilidade econômica, fortalecimento de empresas estatais e do sistema financeiro público, uma ativa política industrial e de inovação científica e tecnológica, uma política externa independente, uma reforma política democrática, valorização do trabalho, reforma agrária e a universalização dos direitos sociais.
 

Redação Terra