ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Presidencial
Quarta, 28 de junho de 2006, 07h27 
PMDB pende para Lula nos Estados
 
Últimas de Presidencial
» Lula falhou na participação social, diz especialista
» Stédile diz que reeleição é "extremamente positiva"
» Lula mantém rumo da economia e Mantega na Fazenda
» Contrapartida de apoio de Maggi a Lula prevê cargos federais
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A composição final dos palanques estaduais do PMDB está, oficialmente, quase dividida ao meio entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o candidato tucano Geraldo Alckmin. Porém, engajamentos velados ao petista e omissões em palanques da oposição, sem campanha explícita a Alckmin, ajudarão Lula. Pelas contas da direção do PMDB, Lula deve ter o apoio em pelo menos 13 Estados. No balanço feito pela cúpula do PT, estarão engajados na reeleição lideranças peemedebistas de 14 Estados.

Oficialmente, PT e PMDB estão do mesmo lado na eleição em oito Estados: Amapá, Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Roraima e Tocantins. Alckmin, por sua vez, teria nove palanques: Acre, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e Sergipe.

Houve reviravoltas na reta final. No Piauí, o senador Mão Santa conseguiu, por pequena diferença, viabilizar a candidatura própria contra Lula. Em Minas Gerais, os peemedebistas abandonaram os tucanos.

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o PT considera o mapa pró-Lula um trunfo que poderia auxiliar na governabilidade num eventual segundo mandato. O partido conta com a participação do PMDB, caso Lula seja eleito, para formar maioria no Congresso. Analistas políticos e parlamentares apostam que o PMDB será a maior legenda na próxima legislatura. O apoio do PMDB a Lula implicará, se vencer a eleição, ampla participação num próximo governo.

A situação mais inusitada ocorrerá no Espírito Santo, de acordo com o jornal. O governador Paulo Hartung (PMDB) é historicamente ligado aos tucanos e vai apoiar o ex-prefeito de Vitória Luiz Paulo Veloso Lucas (PSDB) para o Senado. Mas fez acordo com o PT e fará campanha para Lula.
 

Redação Terra