ELEIÇÕES 2006
PRESIDENCIAL
ESTADUAIS
 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões

 Sites relacionados
Eleições 2004


Presidencial
Quarta, 14 de junho de 2006, 11h03  Atualizada às 11h12
PMDB negocia cargos com Lula por apoio, diz jornal
 
Últimas de Presidencial
» Lula falhou na participação social, diz especialista
» Stédile diz que reeleição é "extremamente positiva"
» Lula mantém rumo da economia e Mantega na Fazenda
» Contrapartida de apoio de Maggi a Lula prevê cargos federais
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O PMDB já negocia com o governo federal que cargos de alto escalão receberá em troca de apoio a Lula nas eleições de outubro, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo. O partido já teria indicado o atual presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Paulo Lustosa, para o Ministério da Saúde.

O partido também estaria interessado na presidência da Eletrobrás, posições na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), todas as diretorias da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) e em pelo menos uma diretoria da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Um dirigente pemedebista disse que os cargos foram discutidos na conversa que Lula teve com o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), e o senador José Sarney (AP) na noite de segunda-feira, no Palácio do Planalto. O encontro foi marcado logo depois de a Executiva Nacional do PMDB sepultar a proposta de candidatura própria. A cúpula governista do PMDB espera que o presidente Lula nomeie os indicados já na segunda-feira.

"Tudo que o Planalto pediu ao PMDB, e que era possível fazer, foi feito", disse um dirigente da legenda ao jornal. "Agora vamos testar se essa proposta de coalizão é ou não para valer", completou.

Há a expectativa, também, de que Lula convide um peemedebista para participar da coordenação de sua campanha. O objetivo é garantir a presença do PMDB no chamado "núcleo duro palaciano", para que a legenda faça parte da discussão de programas e da definição de estratégias para o segundo mandato.


 

Redação Terra