> Notícias > Eleições 2004 > Cidades  > São Paulo
 Sites relacionados
Eleições 2002
Eleições 2000

 Boletim
 Eleições no celular Notícias por e-mail RSS
São Paulo
Quarta, 3 de novembro de 2004, 10h48 
Suplicy diz que a campanha de Marta errou
 
Últimas de São Paulo
» Todas as notícias de São Paulo
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O senador Eduardo Suplicy (PT/SP) afirmou na manhã desta quarta-feira que foram os erros de estratégia da coordenação de campanha de Marta Suplicy o principal motivo pela derrota da prefeita, que tentava se reeleger mas foi derrotada pelo tucano José Serra.

Suplicy rebateu ataques de Valdemir Garreta, secretário de Abastecimento e Projetos Especiais da Prefeitura de São Paulo e um dos principais coordenadores da campanha de Marta.

"Eu tenho a convicção que Valdemir Garreta erra e procura em outros pontos e não nos principais a razão pela derrota e que são de responsabilidade muito mais da coordenação da campanha do que minha", disse o senador à rádio CBN.

Garreta afirma que ele foi responsável pela disseminação do preconceito contra à prefeita.

"Foi determinante a atitude do senador Eduardo Suplicy logo após a separação. Ele se colocou o tempo todo na mídia como vítima, transformando a Marta numa pessoa insensível, arrogante, indiferente ao que ele sentia", disse Garreta em entrevista publicada hoje na Folha de S.Paulo.

Os ataques do secretário da administração petista não foram exclusivos ao senador. Eles também respingaram no deputado federal José Eduardo Martins Cardozo (PT/SP). Garreta afirma que o deputado criticou a política de alianças do partido, mas foi um dos beneficiados. "As pessoas no PT não podem ser hipócritas", disse.

Em entrevista ao Portal Terra, o deputado disse que entende as declarações do secretário como frutos "da frustração natural que todos nós do partido sentimos com a derrota de Marta", mas que as críticas ao senador Suplicy são inaceitáveis. "O empenho do senador na campanha de Marta é digno de aplausos."

Questionado sobre os motivos da derrota para José Serra, o petista disse acreditar que a administração municipal pecou em vários pontos. "Nós perdemos por causa dos equívocos políticos que cometemos, em muitos momentos não dialogamos com a sociedade, nós criamos essa imagem de autoritarismo."

Cardozo também não acredita que as declarações da namorada do senador Suplicy (Mônica Dallari) à revista Veja, assim como a prisão do marqueteiro Duda Mendonça (numa rinha de galo) há menos de 15 dias da votação do 2º turbo tenham sido fundamentais para a derrota da prefeita. "O resultado já estava definido, seria muito difícil reverter o quadro do primeiro turno", afirmou o deputado.
 

» Mais notícias de São Paulo
Outras cidades
Redação Terra