> Notícias > Eleições 2004 > Cidades  > São Paulo
 Sites relacionados
Eleições 2002
Eleições 2000

 Boletim
 Eleições no celular Notícias por e-mail RSS
São Paulo
Domingo, 31 de outubro de 2004, 20h32  Atualizada às 20h59
Marta diz esperar que Serra faça um bom governo
 
Silvia Ribeiro
 
Galeria de fotos
Marta admite derrota para Serra
Reinaldo Marques/Terra
Marta admite derrota para Serra
Clique na imagem para ver as fotos
Multimídia
Áudio e vídeo
» Após derrota, Marta Suplicy diz que a 'luta continua'
» Mercadante defende 'transição pactuada' entre Marta e Serra
Últimas de São Paulo
» Todas as notícias de São Paulo
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), admitiu a derrota para o tucano José Serra com pouco mais de 90% das urnas apuradas. "A luta continua. Democracia é isso. Quero cumprimentar o meu adversário e desejar que faça o melhor governo possível para cidade de São Paulo", disse Marta.

O presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, José Genoino, se disse satisfeito com a campanha na cidade e com a força da militância. "Não há, nesse momento, nenhuma possibilidade de crise interna no PT", garantiu.

Já o senador petista Aloizio Mercadante prometeu uma transição "responsável" em todas as cidades em que o Partido dos Trabalhadores perdeu as eleições.

Um assessor disse que Serra está calmo, tranqüilo e feliz. O novo prefeito de São Paulo só vai deve se pronunciar com a finalização da apuração dos votos. A coletiva será no clube Homs, na avenida Paulista, na região central de São Paulo.

Serra permanece em sua casa no Alto de Pinheiros, zona oeste da cidade, reunido com familiares, como o filho Luciano e a esposa Mônica Serra, e com algumas lideranças do PSDB.

Encontra-se na casa de Serra o deputado federal Márcio Fortes (PSDB-RJ), o vice-prefeito eleito do Rio, Otávio Leite, e o ex-embaixador brasileiro em Roma, Andréa Matarazzo.


 

» Mais notícias de São Paulo
Outras cidades
Redação Terra