> Notícias  > Eleições 2004
 Sites relacionados
Eleições 2002
Eleições 2000

 Boletim
 Eleições no celular Notícias por e-mail RSS
Brasil
Domingo, 31 de outubro de 2004, 19h24  Atualizada às 01h57
PT perde redutos estratégicos e PSDB cresce
 
Terra
Marta Suplicy fala à imprensa após reconhecer a derrota em São Paulo
Marta Suplicy fala à imprensa após reconhecer a derrota em São Paulo
Multimídia
Áudio e vídeo
» PT vence em quantidade; PSDB conquista São Paulo
» Eleitor está mais maduro que candidatos, diz cientista político
» Alternância do poder é fundamental, diz Serra
» PT fará oposição 'qualificada' a Serra, diz petista
Galeria de fotos
» Marta admite derrota para Serra
» Raul Pont fala de sua derrota para José Fogaça
Saiba mais
» PT e PSDB conquistam o maior número de capitais
Últimas de Eleições 2004
» Vandinho deixa o São Caetano e acerta com futebol russo
» Na estreia de Argel, Botafogo-SP empata com o São Caetano em casa
» Jean é dúvida no São Caetano para duelo com Noroeste
» Alckmin diz que manterá bom humor mesmo em 3º
» Todas as notícias de Eleições 2004
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Com a apuração do segundo turno das eleições municipais em 43 cidades do Brasil finalizada, confirma-se a polarização entre o Partido dos Trabalhadores de Lula e o PSDB de Fernando Henrique Cardoso como as principais forças do espectro político. Depois de obter o maior crescimento em número de prefeitos e quantidade absoluta de votos no primeiro turno, o PT perde as duas cidades de maior valor estratégico, São Paulo e Porto Alegre.

  • Confira o resultado completo da apuração no 2º turno
  • PT e PSDB conquistam o maior número de capitais
  • Petistas vencem em quantidade, mas PSDB conquista São Paulo
  • Comente o resultado das eleições

    José Serra foi o vencedor das eleições municipais em São Paulo com uma margem de 10 pontos percentuais de vantagem sobre a atual prefeita, Marta Suplicy (PT). Ele prometeu fazer um governo austero e disse que a alternância de poder é fundamental. Os tucanos venceram também em Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Teresina (PI) e Cuiabá (MT), num total de cinco capitais. Outras cidades importantes que elegeram prefeitos do PSDB foram Sorocaba, Piracicaba e Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

    O presidente do Partido dos Trabalhadores, José Genoino, lamentou as derrotas em Porto Alegre e São Paulo. "Tivemos um bom resultado em número de votos e em número de prefeituras. Toda eleição é um aprendizado, tiramos lições das vitórias e das derrotas", afirmou. Genoino também agradeceu à militância. Marta Suplicy usou a clássica palavra de ordem do PT, "a luta continua!", para expressar seus sentimentos sobre a derrota. "Democracia é isso", acrescentou a prefeita.

    O PT elegeu João Coser para a prefeitura de Vitória (ES), Roberto Sobrinho em Porto Velho (RO) e Luizianne Lins em Fortaleza, mas perdeu prefeitura de Porto Alegre (RS), há quatro mandatos dominada pelo partido, para José Fogaça (PPS). A grande vitoriosa do PT foi Luizianne Lins, em Fortaleza, abandonada pela direção nacional do partido no primeiro turno. Mesmo sem apoio, Luizianne ultrapassou o candidato do PCdoB, a quem o PT havia favorecido, foi para o segundo turno e se elegeu prefeita com uma vantagem de mais de 12 pontos percentuais sobre Moroni Torgan (PFL). Em Belém, tradicional reduto do partido, a candidata do PT perdeu.

    Cidades de médio porte
    Em Campinas, o candidato petista nem mesmo foi para o segundo turno, que é disputado pelo tucano Carlos Sampaio e pelo pedetista Dr. Hélio. O PSDB também venceu em Sorocaba e em Ribeirão Preto, onde o candidato do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, não conseguiu ir para o segundo turno. Em Diadema, Santo André e Osasco, na região metropolitana de São Paulo, os candidatos petistas foram eleitos, mantendo a posição forte do partido na região. Em Santos, o candidato do PMDB bateu a candidata petista por menos de 2 mil votos.

    Nas duas maiores cidades do interior gaúcho, Caxias do Sul e Pelotas, os petistas também não conseguiram reeleger prefeitos. No Rio de Janeiro, o partido venceu em Nova Iguaçu e Niterói. O PSDB perdeu a eleição por pouco em Juiz de Fora, interior de Minas Gerais. Já em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, o PT seguiu o bom desempenho de João Henrique na capital e elegeu Marília Campos. Em Uberlândia, o candidato do ex-ministro Anderson Adauto, João Bittar, perdeu a prefeitura para o candidato do PTB.
     

  • Redação Terra