> Notícias  > Eleições 2004
 Sites relacionados
Eleições 2002
Eleições 2000

 Boletim
 Eleições no celular Notícias por e-mail RSS
Sorocaba
Terça, 26 de outubro de 2004, 20h25 
PFL é acusado de escuta telefônica em Sorocaba
 
Últimas de Eleições 2004
» Vandinho deixa o São Caetano e acerta com futebol russo
» Na estreia de Argel, Botafogo-SP empata com o São Caetano em casa
» Jean é dúvida no São Caetano para duelo com Noroeste
» Alckmin diz que manterá bom humor mesmo em 3º
» Todas as notícias de Eleições 2004
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A briga pela disputa da Prefeitura de Sorocaba, no interior de São Paulo, é grande e motivo de caso de polícia. Na noite de segunda-feira, policiais federais prenderam em flagrante o técnico em telefonia Marcos Fernando Magro, além de Marcelo Athiê. Ambos são acusados de grampear a linha telefônica do PSDB.

De acordo com a polícia, Athiê comprava as fitas que Magro gravava por R$ 200 e as revendia para o assessor político Marcelo Roberto Moreira, do candidato de Caldini Crespo (PFL). Magro e Athiê disseram à polícia que foram contratados por Moreira para efetuarem as gravações telefônicas no estúdio do candidato do PSDB, Vitor Lippi.

Além deles, também foram detidos Moreira e João César Querino, que acompanhava o assessor no momento do flagrante. A polícia também apreendeu 6 fitas cassetes.

Moreira e Querino alegaram à polícia que trabalhavam no serviço de espionagem da campanha com o objetivo de saberem a estratégia de campanha do adversário. Eles disseram ainda que José Marcelo de Souza, representante da coligação, sabia e pagava pelas fitas, mas negaram que Crespo tinha conhecimento do caso.

Os quatro acusados foram autuados por crime de interceptação não autorizada de telefone e formação de quadrilha. Eles foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba. Tanto Crespo quanto Lippi não se manifestaram ainda sobre o assunto.

Na semana passada, o escritório de Crespo, da Coligação Sorocaba Cada Vez Melhor, foi atingido por oito disparos de arma de fogo, mas ninguém se feriu, apesar de estarem no prédio alguns assessores e o segurança.
 

» Mais notícias de Sorocaba
Outras cidades
Jornal do Brasil