Notícias Eleições Partido da Social Democracia Brasileira


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Partido da Social Democracia Brasileira
Quinta, 31 de outubro de 2002, 13h50 
PSDB defende salário mínimo de R$ 240
 
Veja também
Notícias
» PSDB defende salário mínimo de R$ 240
» Orçamento apertado dificulta mínimo em R$ 240
» Orçamento traz polêmica sobre IR e salário mínimo
» Inocêncio diverge do PT sobre salário mínimo e IR
» PT admite rever proposta de elevar mínimo a R$ 240
Últimas sobre Partido da Social Democracia Brasileira
» PSDB defende salário mínimo de R$ 240
» PSDB fará do orçamento uma estratégia
» PSDB debate oposição a Zeca do PT em MS
» FHC diz que PSDB não fará com PT o que PT fez com ele
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Como parte da estratégia de oposição do PSDB ao governo Lula, o líder do partido na Câmara, deputado Jutahy Magalhães, disse que os tucanos não votarão nunca um valor menor que R$ 240 para o salário mínimo. Segundo ele, esse valor foi apresentado pelo líder do PT na Câmara, João Paulo, à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), quando o PT já era favorito na eleição e, por isso, tinha perspetivas de poder.

O deputado acha que, caso não cumpra isso, o PT estaria incorrendo em estelionato eleitoral. O líder tucano explicou que o partido defende o aumento do salário mínimo para R$ 211, em janeiro, e para R$ 240, em abril. "Eles disseram que era R$ 240 durante a campanha. Por que não dar agora?", indagou Magalhães.

Segundo as contas do governo, cada um real de aumento do mínimo equivale ao comprometimento de R$ 153 milhões na previdência social e R$ 30 milhões de seguro-desemprego e impactos gerais.
 

JB Online