Notícias Eleições São Paulo Câmara São Paulo


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
São Paulo
Segunda, 7 de outubro de 2002, 23h22 
Enéas elege mais cinco deputados federais pelo Prona
 
Veja também
Notícias
» Enéas diz que Brasil deve romper com sistema financeiro
» FHC diz que vitória de Enéas expõe falha da proporcionalidade
» Enéas leva mais quatro deputados para Brasília
» Enéas promete levar voz para mudar o Congresso
» Recorde de votação de Enéas causa problema judicial
» Enéas é o mais votado do País com 1,5 milhão de votos
Links
» Resultado completo para dep. federal em SP
» Resultado completo para dep. estadual em SP
» Opine: Você concorda com o critério de proporcionalidade brasileiro?
Últimas sobre Câmara São Paulo
» Ações tentam impedir posse de deputados do Prona-SP
» Fleury Filho sofre fratura em casa e é internado em SP
» Bancada paulista do PT na Câmara deve crescer
» Deputado eleito por Enéas não explica idéias do Prona
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Enéas Carneiro - o candidato a deputado federal mais votado do País, com mais de 1,55 milhão de votos - vai eleger mais cinco dos sete concorrentes do minúsculo Prona à Câmara dos Deputados, na bancada de São Paulo. <`p> O cidadão Ildeu Araújo será parlamentar federal, terá gabinete e assessores em Brasília, com menos de 400 votos e ele foi o quinto "mais votado" dos candidatos do Prona à Câmara. Tem ainda Vanderlei Assis que garantiu seu lugar em Brasília com apenas 275 votos.

O quociente eleitoral nas eleições proporcionais é obtido pelo número de votos válidos dividido pelo número de vagas. O Estado de São Paulo tem direito a 70 deputados federais, e seu quociente, nestas eleições, foi pouco mais de 285 mil. Como os votos válidos conquistados pela legenda do Prona ultrapassaram 1 milhão e 575 mil, o partido terá direito a mais cinco deputados federais na bancada paulista.

O segundo colocado entre os candidatos do Prona, Amauri Gasques, teve pouco mais de 18 mil votos. O professor Irapuan Teixeira não chegou aos 700 votos. O candidato conhecido como Elimar vem para Brasília com apenas 478 sufrágios. Para se ter idéia do "fenômeno Enéas", o candidato a deputado federal mais votado do PT, em São Paulo, foi José Dirceu, com cerca de 560 mil votos.

A soma dos votos dos candidatos do PT à Câmara chegou a uns 4 milhões, número que deverá ser dividido pelo quociente eleitoral de cerca de 286 mil. Assim, é possível que o Prona venha a ter um terço da bancada do PT. Dos 57 paulistas do PT pretendentes à Câmara dos Deputados, o que teve menos votos foi Pedro Romualdo (888, com base em 98,69% da totalização). Ou seja, mais votos do que três dos cinco que o Prona deve fazer por conta da votação de Enéas.

Se os candidatos do partido de Enéas ganharam a sorte grande por conseguirem se eleger com tão poucos votos, pitoresca é também a situação de 31 candidatos a deputado estadual ou federal em São Paulo não receberam nenhum voto - nem deles mesmos, da mãe ou de um amigo.

Foi o caso de Pezão (PTB), Juca Bala (PV), Felipão (PMDB) e Denilson o Amigo do Povo (PDT). Dos que não foram votados, 16 concorriam a uma vaga para a Câmara Federal e 15, para a Assembléia Legislativa. Apesar de difícil, o número pode sofrer uma pequena mudança, já que, até o início da tarde, foram apurados 98% dos votos.

Conforme o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), 793 pessoas se candidataram a deputado federal e 1.572 a estadual em São Paulo neste ano. A bancada paulista na Câmara tem, hoje, 15 parlamentares, e deverá crescer para, no máximo, mais três ou quatro deputados.
 

Jornal do Brasil