Notícias Eleições Pernambuco


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Pernambuco
Sexta, 1 de novembro de 2002, 14h53 
Cargos federais são mapeados pelos petistas de PE
 
Últimas sobre Pernambuco
» Pefelista de Caruaru consegue a reeleição
» Prefeita de Olinda se reelege no primeiro turno
» Jarbas Vasconcelos reconhece derrota em Recife
» Pernambuco já tem 24 novos prefeitos eleitos
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A discussão em torno do processo transitório no Governo Federal está sendo colocada em segundo plano pelas principais lideranças do PT de Pernambuco, apesar de já haver nomes cotados. Tudo porque as atenções estão se voltando ao mapeamento dos cargos nos órgãos públicos federais. Ontem, o presidente da Câmara do Recife, vereador Dilson Peixoto (PT), anunciou que o assunto já teria sido levado ao conhecimento da cúpula nacional do partido, na viagem que a tropa de choque petista fez à Brasília, na última segunda-feira.

Ele explicou, no entanto, que a reivindicação para que as lideranças locais da sigla fiquem com o poder de indicar nomes, não foi apenas de Pernambuco, mas de outras regiões. "O nosso entendimento é que os cargos regionais devem passar pelo debate estadual, e não vindo de cima para baixo, ou seja, dos ministérios", argumentou. Assim, acredita Dilson, haverá uma oxigenação nos quadros de várias autarquias, que são detentoras do poder há muitos anos.

Ele citou, por exemplo, o caso da Fundação Gilberto Freyre que está nas mãos do presidente Fernando Freyre há quase trinta anos. Conforme o petista, a proposta ficou de ser avaliada pelo staff de Lula, mas até o momento não houve resposta. "Imaginamos que na reunião da próxima segunda-feira, em São Paulo, haverá uma deliberação neste sentido. A proposta sendo aceita, iniciaremos a elaboração de uma relação com vários nomes. A escolha poderá até se dar a partir de uma lista tríplice", revelou.

O vereador Humberto Costa (PT) também está ansioso para que aconteça o encontro com Lula. Ele acredita que, na ocasião, sairão os integrantes da equipe transitória e as primeiras medidas que o novo governo vai tomar. Humberto é um dos cotados a integrar o grupo de transição. Além dele, se fala no deputado Pedro Eugênio (PT) e Tânia Bacelar, secretária de Planejamento da Prefeitura do Recife.

"Estamos preocupados porque não sabemos como as coisas vão se dar. Não sabemos os nomes e quais os critérios de escolha. Onde vão acontecer os debates e quais os temas", declarou. Contudo, Humberto foi contundente ao afirmar que, na sua opinião, nenhuma decisão pode ser tomada, nos estados, sem passar pelos diretórios estaduais. "Aqui, nada pode acontecer sem envolver o prefeito João Paulo (PT) e os parlamentares que tiveram votações expressivas", avisou.
 

Agência Nordeste

Copyright Agência Nordeste. Todos os direitos reservados.