Notícias Eleições Presidência


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Presidência
Quinta, 31 de outubro de 2002, 18h40 
Fraga diz que novo governo aprofundará fundamentos econômicos
 
Últimas sobre Presidência
» Governadores do RS e SC discutem posição do PMDB
» Lula reúne partidos aliados para discutir apoio e participação
» Lula se reúne com aliados para discutir governo
» Ronaldo Lessa diz que dará trégua para Lula
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Ao afirmar que o novo governo deve "não apenas preservar, mas aperfeiçoar e aprofundar todo o esqueleto dos fundamentos macroeconômicos conseguidos", o presidente do Banco Central, Armínio Fraga, apontou que essa postura será fundamental no sentido de "contribuir para o alargamento dos horizontes da nossa economia e levar o Brasil ao patamar de investment grade (baixo risco de investimento)".

Na avaliação de Fraga, não é possível chegar ao desenvolvimento desejado do País "se não acabarmos de forma definitiva com as questões ligadas ao risco Brasil - e temos trabalhado nessa direção". Na linha dos avanços já obtidos, o presidente do BC citou os superávits primários atuais do setor público, depois de períodos longos com déficit consolidado na medida primária. Olhando para a futura gestão, ele observou que o PT já demonstrou que uma de suas prioridades será a aprovação do Projeto de Lei nº 9, que prevê a reestruturação da Previdência do setor público. "Esse projeto vai permitir que o sistema de Previdência do setor público entre num regime de capitalização, o que terá impacto na percepção da redução de risco", disse o presidente do BC.

Armínio Fraga participou hoje do 23º Congresso Brasileiro dos Fundos de Pensão, em São Paulo.
 

Investnews - Gazeta Mercantil