Notícias Eleições Presidência


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Presidência
Quinta, 31 de outubro de 2002, 14h00 
Viana diz que PT não pode ser responsabilizado por Orçamento
 
Últimas sobre Presidência
» Governadores do RS e SC discutem posição do PMDB
» Lula reúne partidos aliados para discutir apoio e participação
» Lula se reúne com aliados para discutir governo
» Ronaldo Lessa diz que dará trégua para Lula
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O líder em exercício do PT no Senado, Jorge Viana, afirmou que o Orçamento deste ano foi elaborado pelo governo Fernando Henrique Cardoso no mês de agosto, quando ainda não havia as turbulências cambiais e a taxa de juros estava em 18% ao ano e não nos atuais 21%. "O nosso dever é opinar para ajudar o atual governo a ter a melhor mensagem orçamentária aprovada no Congresso Nacional", declarou Viana.

Para ele, não se pode jogar no PT a responsabilidade pela atual peça orçamentária. "O futuro presidente governará o país herdado de FHC com o auxílio do novo Congresso, que toma posse em fevereiro. O senado espera que a atual equipe econômica corrija as perdas de receita contida no atual orçamento, estimada em aproximadamente R$ 15 bilhões".

O líder afirmou também que o valor no novo salário mínimo só será anunciado em dezembro, como sempre ocorre nas votações do orçamento. "Teremos o mês de novembro inteiro para acompanhar a evolução da economia brasileira". O petista também afirmou que um dos compromissos essenciais do governo de Luiz Inácio Lula da Silva é manter a inflação sob controle. "Inflação alta não é boa para o País. Não existe nenhuma possibilidade do governo Lula ou da equipe de transição trabalhar com a hipótese de inflação maior para melhorar as contas do governo".
 

Jornal do Brasil