Notícias Eleições Presidência


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Presidência
Quinta, 31 de outubro de 2002, 08h55 
PT não tem previsão para anunciar equipe de governo
 
Veja também
Galeria de Fotos
» Primeiro encontro de FHC e Lula
Notícias
» Visita de Lula a Brasília frustra expectativa sobre ministério
» Lula anuncia que Palocci coordenará equipe de transição
» Saiba quem é Antônio Palocci
» Os nomes da equipe do PT
» Quem integra a equipe do governo
» Conselho vai traçar programas sociais
» FHC deixa inflação sob controle e dívida alta
» Frases de Lula depois de eleito
Links
» Transição 2002: Lula vai tentar atrasar anúncio de ministério
» Biografia de Lula
Últimas sobre Presidência
» Governadores do RS e SC discutem posição do PMDB
» Lula reúne partidos aliados para discutir apoio e participação
» Lula se reúne com aliados para discutir governo
» Ronaldo Lessa diz que dará trégua para Lula
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O secretácio nacional do PT, Luiz Soares Dulci, que integrou a coordenação de campanha do presidente eleito Luis Inácio Lula da Silva, disse que não há data limite para anunciar a nova equipe de governo. "O presidente eleito quer escolher bem. Ouvir a sociedade, os aliados. O presidente tem muito apreço por muitos técnicos e intelectuais", disse ao telejornal Bom Dia Brasil.

Dulci disse que a transição será feita em três níveis: uma técnica-administrativa, coordenada pelo prefeito de Ribeirão Preto, Antônio Palocci, uma política, junto ao Congresso Nacional, com o líder na Câmara, deputado João Paulo (PT-SP), e com o líder no Senado, senador Tião Viana (PT-AC), e uma comandada diretamente por Lula no que diz respeito à composição de governo.

O secretário informou que será criado um conselho político da Frente, com os aliados da campanha de Lula, que ajudará nos trabalhos da equipe de transição. A composição de uma base parlamentar deverá incluir não só aliados, mas deputados de outros partidos. Dulci disse que isso poderá ocorrer já na fase de transição de governo, visando a votação de matérias importantes no Congresso.

Dulci lembrou que as garantias de questões econômicas foram apresentadas durante a campanha eleitoral, e que são cristalianas e inequívocas. Ele disse que, apesar da crise, a expectativa é que esse distúrbio seja superado. "O compromisso de Lula com o salário mínimo foi de dobrar seu valor em quatro anos, sem fazer aventuras irrealísticas", afirmou.
 

Redação Terra