Notícias Eleições Presidência Luiz Inácio Lula da Silva


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Presidência
Segunda, 28 de outubro de 2002, 18h18 
Menem diz que Lula não tem moral para acusá-lo
 
Veja também
Galeria de Fotos
» Jornais estrangeiros e a vitória de Lula
Notícias
» Jornais internacionais destacam crise do Brasil
» Manchetes internacionais: EUA e França estão perto de acordo sobre o Iraque
» Jornais internacionais destacam medidas de Lula
» EUA estendem mãos a Lula para manter rumo da economia
» Sandinistas comemoram vitória de Lula
» Comissão pede a Lula associação entre UE e Mercosul
» Duhalde saúda Lula
Links
» Biografia de Lula
Últimas sobre Luiz Inácio Lula da Silva
» Lula se reúne com aliados para discutir governo
» Ronaldinho e ONU ajudarão no combate à fome
» Gushiken cuidará da Previdência na transição
» Lula pode ganhar título de doutor pela UFPE
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O ex-presidente argentino, Carlos Menem, disse que o presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), não tem "autoridade moral" para acusá-lo de corrupto, segundo a BBC. Menem cogitou a possibilidade do petista ter ficado irritado pelo apoio que deu à reeleição de Fernando Henrique, em 1998.

A resposta do ex-presidente da Argentina se refere a declarações recentes de Lula, durante café da manhã com a imprensa estrangeira.

Menem acredita que a vitória de Lula no Brasil relançará o Mercosul, que segundo ele estava com as negociações paralisadas, de acordo com a agência EFE. Ele disse que a decisão deverá ser boa para os países da região já que o petista teve grande votação.
 

Redação Terra