Notícias Eleições Presidência Luiz Inácio Lula da Silva


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Presidência
Segunda, 28 de outubro de 2002, 18h00 
Presidente da Fiesp pede que oposição "dê trégua" a Lula
 
Veja também
Galeria de Fotos
» Primeiro encontro de FHC e Lula
Notícias
» Visita de Lula a Brasília frustra expectativa sobre ministério
» Lula anuncia que Palocci coordenará equipe de transição
» Saiba quem é Antônio Palocci
» Os nomes da equipe do PT
» Quem integra a equipe do governo
» Conselho vai traçar programas sociais
» FHC deixa inflação sob controle e dívida alta
» Frases de Lula depois de eleito
Links
» Transição 2002: Lula vai tentar atrasar anúncio de ministério
» Biografia de Lula
Últimas sobre Luiz Inácio Lula da Silva
» Lula se reúne com aliados para discutir governo
» Ronaldinho e ONU ajudarão no combate à fome
» Gushiken cuidará da Previdência na transição
» Lula pode ganhar título de doutor pela UFPE
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Horácio Lafer Piva, pediu hoje que a oposição, que já começa a se formar ao presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, "dê uma trégua", neste momento. Segundo ele, é fundamental para o país que haja união nesta fase de transição.

"Os desafios são enormes e é preciso que a oposição desarme seus espíritos. Este é um momento de união nacional", argumentou. Piva pediu, ainda, que seja dado "um tempo" ao presidente eleito para que ele consiga cumprir as propostas feitas durante a campanha. "É preciso dar um tempo, compreendendo que o momento é delicado", completou.
 

Jornal do Brasil