Notícias Eleições Rio Grande do Norte


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Rio Grande do Norte
Segunda, 28 de outubro de 2002, 02h17 
Tranqüilidade marca o domingo de eleições no RN
 
Últimas sobre Rio Grande do Norte
» Mais três cidades potiguares têm novo prefeito
» Outra cidade do Rio Grande do Norte elege prefeito
» Cidade potiguar será governada por peemedebista
» Coordenador define atribuições para transição no RN
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A julgar pelos problemas registrados durante o primeiro turno, o dia de eleição de hoje foi bastante tranqüilo no Rio Grande do Norte. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) registrou apenas pequenos incidentes, substituiu 55 urnas e em sete seções, a votação foi manual, todas no interior do estado. As filas inexistiram tanto para votação quanto para justificativa de voto.

Apenas um fato inusitado foi registrado durante o pleito, ocorrendo na 3ª Zona Eleitoral de Natal, onde um eleitor, aparentemente bêbado, tentou quebrar uma urna eletrônica na Escola Estadual Deputado Márcio Marinho, no bairro de Bom Pastor, na periferia da capital. O homem, que não teve a identidade revelada, foi detido por populares e preso por policiais militares. Um casal, que vendia bebida alcoólica na Praia de Ponta Negra, desrespeitando a Lei Seca, também foi detido.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Mossoró, vereador Júnior Escócia (PFL) foi detido, no início da tarde, acusado de realizar transporte ilegal de eleitores.

O TRE aponta para um aumento no número de abstenções neste segundo turno, que já chega a casa dos 21%. No primeiro turno, o índice de abstenções não passou dos 17%.

A ex-prefeita de Natal e governadora eleita, Wilma de Faria, antecipou que pretende realizar um governo de coalizão, unindo em sua administração representantes de todos os partidos que conferiram apoio a sua candidatura. O Partido dos Trabalhadores, até o momento, foi o único que se posicionou contrário a participação na administração da governadora.
 

JB Online