Notícias Eleições Pernambuco


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Pernambuco
Quinta, 17 de outubro de 2002, 14h40 
PT reivindicará presidência da Assembléia Legislativa em PE
 
Últimas sobre Pernambuco
» Pefelista de Caruaru consegue a reeleição
» Prefeita de Olinda se reelege no primeiro turno
» Jarbas Vasconcelos reconhece derrota em Recife
» Pernambuco já tem 24 novos prefeitos eleitos
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Os deputados estaduais do PT Paulo Rubem Santiago e Sérgio Leite reuniram ontem os parlamentares que irão compor a bancada petista na Assembléia Legislativa de Pernambuco, no próximo ano. O assunto principal foi a renovação da mesa diretora da AL e cargos a serem pleiteados nas principais comissões temáticas, de acordo com o jornal Folha de Pernambuco.

É a primeira vez que o grupo se reúne após as eleições do 1º turno. Os deputados não escondem o desejo de brigar por maiores espaços, inclusive pela Presidência da Casa. Sérgio Leite, que foi reeleito, ressaltou que com apenas dois deputados o PT buscou espaços, "imagine agora com cinco". Os parlamentares destacaram a importância que têm as comissões de Constituição, Legislação e Justiça, Finanças e Administração, salientando que elas interferem na gestão direta do Estado.

Eles foram unânimes em afirmar ser fundamental estar na presidência desses trabalhos, pois é pelas comissões que passam todos os projetos e as contas do Executivo. Paulo Rubem Santiago, que deixará o mandato no ano que vem para assumir uma cadeira na Câmara Federal, detalhou alguns pontos da estratégia que já começa a ser montada para a nova legislatura. Disse que a ação será desenvolvida a partir de uma integração total do grupo.

Ainda de acordo com o deputado, será criada uma assessoria coletiva, experiência que já vem sendo adotada pelos petistas no Congresso Nacional e em algumas bancadas estaduais, para fiscalizar as ações do governo, além de acompanhar mais de perto os projetos de leis, datas de votações e apresentação de emendas. "Cada gabinete disponibiliza um ou dois assessores. Essas pessoas trabalham em cima dos temas a serem apresentados posteriormente no plenário", informou Paulo Rubem.

Mais dois encontros serão marcados, um a ser feito na próxima segunda-feira, com a presença da Frente de Esquerda, e um seminário nos dias 23 e 24, quando serão convidados todos os partidos que fazem oposição ao Governo. A intenção é forma um só bloco no Legislativo.
 

Agência Nordeste

Copyright Agência Nordeste. Todos os direitos reservados.