Notícias Eleições Rio Grande do Norte


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Rio Grande do Norte
Quinta, 17 de outubro de 2002, 13h03 
Juiz define transferência de seções da 4° zona no RN
 
Últimas sobre Rio Grande do Norte
» Mais três cidades potiguares têm novo prefeito
» Outra cidade do Rio Grande do Norte elege prefeito
» Cidade potiguar será governada por peemedebista
» Coordenador define atribuições para transição no RN
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A 4ª Zona Eleitoral definiu, ontem, a transferência de local de 28 seções. Com essas, as quatro Zonas de Natal totalizaram a mudança de 96 seções com relação ao primeiro turno. Os principais motivos das tranferências foram os transtornos causados pelas longas filas verificadas na eleição do dia 06 e o excesso de seções em um mesmo local. A 1ª Zona promoveu o maior número de trocas, 52, enquanto na 2ª Zona apenas três mudaram de lugar.

O juiz da 4ª Zona Eleitoral, Ricardo Procópio, adimitiu graves problemas na votação no primeiro turno. A Zona é a maior de Natal, abrangendo 15 bairros, sobretudo na zona Oeste da cidade, e com 147.452 eleitores. Na escola Stela Wanderley, do bairro de Pirangi, alguns eleitores só poderam votar às 21h10, após cinco horas de espera na fila. Cinco seções foram transferidas do local para a Escola Municipal Arnaldo Monteiro. A Escola Municipal Terezinha Paulino, do Parque dos Coqueiros, porém, foi a que teve maior número de seções transferidas: oito foram para a Escola Estadual Ana Júlia Mousinho.

No primeiro turno das eleições, alguns locais chegaram a ter 15 seções. Nenhuma delas, no entanto, vai ser desmembrada para a eleição do dia 27, como também não haverá utilização de duas urnas eletrônicas na mesma seção. Os juizes esperam que a simplificação da votação, com duas escolhas ao invés das seis anteriores, vá diminuir o tempo de espera e, por conseqüência, as filas e os transtornos causados.
 

Tribuna do Norte