Notícias Eleições Rio Grande do Norte


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Rio Grande do Norte
Quinta, 17 de outubro de 2002, 12h58 
TRE-RN prepara urnas para o segundo turno
 
Últimas sobre Rio Grande do Norte
» Mais três cidades potiguares têm novo prefeito
» Outra cidade do Rio Grande do Norte elege prefeito
» Cidade potiguar será governada por peemedebista
» Coordenador define atribuições para transição no RN
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O número de problemas com as urnas eletrônicas deve diminuir no segundo turno das eleições no Rio Grande do Norte. A expectativa é do chefe do Setor de Urnas do TRE-RN, Alexandre Márcio Cavalcanti. Ele acredita que a simplificação da votação, com a necessidade do aparecimento de apenas duas telas, é um dos motivos que deve levar a essa queda no número de defeitos. As 5.758 urnas que serão utilizadas na eleição do dia 27 começaram a ser carregadas e lacradas na terça-feira, num trabalho que deve durar até o dia 22.

"No primeiro turno tivemos quase 200 urnas eletrônicas apresentando problemas, mas o mais comum foi, na verdade, os causados por erros de operação por parte de quem mexia com o disquete", apontou Alexandre Márcio. Uma das falhas mais comuns foi a pressa de retirar o disquete com os dados da urna, antes de estar completamente carregado. Nesse caso foi necessária a colocação de um novo disquete para recuperar os votos da seção, o que também retardou a apuração. "Mesmo assim conseguimos ser o sexto Estado a totalizar os votos, o que demonstra que os problemas não foram tão significativos."

O trabalho de carga das urnas eletrônicas se inicia com o teste e limpeza de todos os componentes e a colocação do disquete com os dados referentes ao segundo turno, chamado de "inseminação". Após passar por esta fase, a urna é bloqueada e lacrada pelos juízes eleitorais. O bloqueio só permite que ela comece a funcionar a partir das 7h do dia da votação. O serviço de carga começou pelas que serão levadas para o interior, somente na próxima semana serão preparadas as urnas de Natal.

Aquelas que apresentaram defeitos no primeiro turno vão para a manutenção, onde o problema é detectado e corrigido. Cinqüenta pessoas participam de todo o trabalho no depósito de urnas do TRE, no bairro de Nazaré. "No primeiro turno levamos o mesmo número de dias, mas o trabalho chegava até as 21h, hoje estamos terminando bem mais cedo", diz o chefe do setor. Cada urna leva, em média, 5 minutos para ficar pronta. Até 900 delas chegam a passar pelo processo de carga em apenas um dia.

Em sete seções, no primeiro turno, foi necessário utilizar o voto manual através das cédulas, no Rio Grande do Norte. Em caso de problemas, os presidentes das seções são orientados a procurar os supervisores. Caso estes não resolvam a falha, a ordem é convocar os técnicos da Unisys e do TRE que vão ficar de plantão no dia 27. Nesse dia haverá cerca de 250 pessoas envolvidas no trabalho de assistência técnica, divididos em diversos pontos de apoio. O mesmo número de urnas do primeiro turno (611) ficarão de reserva em caso do surgimento de problemas.
 

Tribuna do Norte