Notícias Eleições Pernambuco Governo PE José Carlos Neves De Andrade


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Pernambuco
Quinta, 10 de outubro de 2002, 15h38 
Jarbas tratará de nova equipe em PE depois do 2º turno
 
Últimas sobre José Carlos Neves De Andrade
» Jarbas tratará de nova equipe em PE depois do 2º turno
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

O governador de reeleito de Pernambuco Jarbas Vasconcelos (PMDB) só organizará a nova equipe do primeiro escalão após o segundo turno das eleições presidenciais. Antes de fazer a convocação, o peemedebista já se depara com duas recusas antecipadas: o deputado federal e presidente regional do PFL, André de Paula, ex-secretário de Produção Rural, e o estadual Ciro Coelho (PFL), ex-titular da pasta de Recursos Hídricos.

Ambos ressaltaram que não pretendem deixar de cumprir os seus mandatos para retornarem aos cargos, de acordo com a Folha de Pernambuco. Além disso, o próprio Jarbas Vasconcelos já deixou claro em diversas ocasiões que a sua equipe sofrerá mudanças, principalmente porque essa segunda gestão terá cara própria e, por isso, necessita de renovação nos quadros.

André de Paula, reeleito para a Câmara com 109.584 mil votos, descartou qualquer possibilidade de retornar ao comando da secretaria. ''Em respeito aos meus eleitores'', frisou. Além disso, ao ser questionado se ele recusaria um convite do governador para reassumir a pasta, o deputado foi categórico ao afirmar que não haverá convites. 'Não existe a menor possibilidade'.

O deputado Ciro Coelho também usou o mesmo argumento, ressaltando que o caso dele ainda é mais crítico. O pefelista foi o único deputado estadual reeleito - com 38.519 mil votos - para representar o Sertão do São Francisco na Assembléia Legislativa. Os parlamentares Geraldo Coelho (PFL), Ranilson Ramos (PPS) e Diniz Cavalcanti (PMDB), todos candidatos à reeleição por Petrolina, foram derrotados.

'O Sertão perdeu três mandatos de deputados. Eu, hoje, sou o único com voz ativa que representarei a região. Então, por isso acredito serei mais útil na Assembléia Legislativa', explicou, reconhecendo, em seguida, que esta é uma decisão que cabe apenas a Jarbas Vasconcelos.

Outro fato apontado como contrário à permanência dos dois ex-secretários foi a questão das suas secretarias terem sidos criticadas por alguns deputados estaduais. Os parlamentares afirmavam que as pastas estavam sendo usadas para beneficiar os titulares nas eleições. Apesar das críticas não terem sido provadas, tanto André de Paula como Ciro Coelho se elegeram com uma votação significativa.

Carlos Eduardo Cadoca (PMDB) e Raul Henry (PMDB), eleitos para a Câmara e Assembléia como os mais votados, não descartam o retorno ao Governo. Contudo, dizem que esperam o chamamento de Jarbas. Os dois, inclusive, disputam dentro do PMDB a candidatura à Prefeitura do Recife e são mais conhecidos pelos trabalhos que fizeram como secretários. Cadoca ocupou a pasta de Desenvolvimento Econômico, enquanto Raul comandou a de Educação.

A dúvida também fica em torno do deputado federal Sérgio Guerra (PSDB), que foi secretário de Desenvolvimento Urbano e Projetos Especiais, mas foi eleito senador. A Secretaria de Planejamento e Ação Social também corre o risco de perder o titular. O secretário José Arlindo poderá se afastar porque a sua licença como professor de Sociologia da Universidade da Paraíba (UFPB) está para acabar.

A divisão do primeiro escalão ainda dependerá dos acertos com os partidos aliados, pois o PSDB e PPB deverão cobrar mais espaços, e o PPS poderá ser contemplado com uma secretaria, mesmo com o apoio da legenda à candidatura presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
 

Jornal do Brasil