Notícias Eleições Pernambuco


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
Pernambuco
Quarta, 9 de outubro de 2002, 14h18 
Bancada federal de PE tem renovação de 32%
 
Últimas sobre Pernambuco
» Pefelista de Caruaru consegue a reeleição
» Prefeita de Olinda se reelege no primeiro turno
» Jarbas Vasconcelos reconhece derrota em Recife
» Pernambuco já tem 24 novos prefeitos eleitos
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

A bancada federal pernambucana registrou nestas eleições uma renovação de 32% em seus quadros. A maioria dos parlamentares é ligada ao governador Jarbas Vasconcelos (PMDB), que contará com o apoio de 16 dos 25 deputados federais. A expectativa inicial dos jarbistas era uma bancada de 18 deputados fiéis ao governador.

Na Assembléia Legislativa o percentual de renovação é de 51%. A oposição ao governo Jarbas foi a que mais lucrou com este último pleito. O número de cadeiras ligadas a ala oposicionista saltou de 12 para 17. Apesar do crescimento da oposição a bancada da chapa governista conseguiu garantir 23 deputados. O restante das cadeiras ficou distribuído entre os pequenos partidos como PV, PSC, PPS, entre outros.

A oposição trabalha agora visado o segundo turno da eleição presidencial. Caso Lula seja eleito, a situação passaria a ser mais favorável para a disputa ao governo estadual em 2006. A vitória de Serra colocará estes deputados na oposição tanto na esfera estadual como federal. Um dos nomes de maior peso na oposição será o Miguel Arraes (PSB), eleito com mais de 180 mil votos.

Apesar disso, interlocutores jarbistas acreditam que o governador não terá problemas em manter a unidade da coligação União por Pernambuco.A chapa, integrada principalmente pelo PMDB, PFL, PSDB e PPB, foi praticamente carregada pela densidade eleitoral do governador. Até mesmo os senadores eleitos, Marco Maciel (PFL) e Sérgio Guerra, reconhecem que Jarbas carregou o andor de muitos deputados e até mesmo dos senadores. "Reconheço que Jarbas teve uma importância fundamental. O peso da sua administração influenciou bastante na decisão do eleitor", diz Guerra.

Jarbas já conta com o apoio do senador José Jorge (PFL), eleito em 1998. O apoio dos "Irmãos em Cristo" virá de pelo menos dois deputados federais. Se a bancada federal tem um apoio considerável em torno do governador, a briga na Assembléia promete esquentar, em parte.A chamada bancada da segurança, formada por ex-secretários de segurança, delegados e representantes da Polícia Militar está praticamente fechada com a oposição. Para contrabalançar, Jarbas deve terá o apoio de boa parte da bancada dos evangélicos, que passa a contar com quatro deputados.
 

Investnews - Gazeta Mercantil