Notícias Eleições São Paulo Governo SP Fernando Gomes De Morais


 boletim tempo SMS fale conosco  

Capa
Notícias
Candidatos
Estados
Jornal do Terra
Pesquisas
Transição 2002
Urna eletrônica
 Últimas eleições
2002
2000
1998
Outras Eleições

 Sites relacionados
TSE
TREs
Partidos

 Fale conosco
Escreva com críticas e sugestões
São Paulo
Segunda, 19 de agosto de 2002, 16h02  Atualizada às 20h04
Morais não quis dar tempo de TV para Quércia
 
Notícias
» Fernando Morais abandona a sucessão paulista
Últimas sobre Fernando Gomes De Morais
» Lamartine Posella é o novo candidato do PMDB-SP
» Morais não quis dar tempo de TV para Quércia
» Fernando Morais propõe guerra fiscal para gerar empregos em SP
Busca
Faça sua pesquisa na Internet:

Fernando Morais, que renunciou à candidatura ao governo de São Paulo pelo PMDB hoje de manhã, disse que o motivo de sua renúncia foi se recusar a deixar parte dos 5min16s de seu tempo no horário gratuito no rádio e na televisão para o candidato do partido ao Senado, Orestes Quércia.

"Qualquer pessoa que me conhece sabe que jamais eu participaria de uma farsa", afirmou. Ele já tinha recebido a informação pela coordenação da campanha, mas só decidiu renunciar quando Orestes Quércia, que é presidente estadual do PMDB, lhe confirmou que esta era uma decisão do partido.

Morais afirmou, em entrevista coletiva hoje à tarde, que o PMDB escolheu o candidato errado e que aceitar este tipo de imposição seria negar sua vida de militância modesta, porém formada.

O escritor Fernando Morais afirmou que via na TV a única oportunidade de tirar sua candidatura dos "índices esqueléticos" apresentados nas atuais pesquisas de intenção de voto. Pesquisa do Datafolha publicada hoje aponta que o candidato tem 1% do eleitorado.

O ex-candidato disse que errou ao confiar em Quércia, pessoa a quem conhece desde 1974 quando atuava no jornalismo e início de sua militancia política, e que não sabe se vai votar nele para senador. Mesmo com esta afirmação, Morais nega que tenha havido um raxa entre ele e Orestes Quércia.

Fernando Morais afirmou que a única certeza é que iria fazer campanha para o presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e que ainda hoje iria ligar para o presidente nacional do PT, José Dirceu, para oferecer-lhe ajuda. Hoje à tarde, Quércia anunciou o deputado federal Lamartine Posela para disputar a vaga para o Palácio dos Bandeirantes.
 

Redação Terra