Luiz Inácio Lula da Silva
Os principais fatos da carreira política de Lula

Veja também
Capa
Lula presidente
Biografia
Carreira
Fatos marcantes
Articulações políticas
Definição da equipe
Nomes fortes no PT
Os 22 anos do PT
A primeira-dama
As quatro campanhas
Programas de governo desde 1989
Fotos: 1945 a 1988
Fotos: 1989 a 2002
Fotos: a campanha
Poster de Lula
Dê os parabéns
Envie uma sugestão
1979 - Apóia a campanha da anistia aos presos e exilados políticos da ditadura. Organiza as precursoras greves no ABC e articula a fundação do Partido dos Trabalhadores, que ocorreria em 1980

1980 - O Partido dos Trabalhadores (PT) é fundado por um grupo formado por sindicalistas, intelectuais e acadêmicos

1982 - Lula incorpora o apelido ao nome e estréia numa eleição na disputa pelo governo de São Paulo. Termina em quarto lugar, com 1.144.648 votos

1983 - Lidera a mobilização pela aprovação da emenda das Diretas Já para a eleição do presidente pelo voto direto. A emenda é derrotada em abril de 1984. Lula defende a não-adesão do PT à candidatura do peemedebista Tancredo Neves, que acabou eleito no colégio eleitoral em 1985. No mesmo ano, participa da fundação da Central Única dos Trabalhadores (CUT)

1986 - O petista é eleito deputado federal pela bancada paulista com 651.763 votos, a maior votação do País naquele ano

1989 - Disputa sua primeira eleição presidencial, a primeira depois do fim do regime militar. No segundo turno - com 31.076.364 votos (44,23% dos válidos) - é derrotado por Fernando Collor de Mello, então no PRN. O PT monta então o "governo paralelo"

1992 - Lula participa das mobilizações do impeachment de Collor

1993 - Em abril, Lula integra a campanha pela manutenção do regime presidencialista. No mesmo ano, dá início a uma série de viagens pelo Brasil, chamada de "Caravanas da Cidadania". Percorre mais de 40 mil quilômetros para conhecer de perto as pessoas, os problemas e os desejos do País real.

1994 - Candidata-se pela segunda vez à Presidência, tendo como vice o colega de partido Aloizio Mercadante. Chama o Plano Real de estelionato eleitoral, acusando o adversário Fernando Henrique Cardoso, ex-ministro da Fazenda de Itamar, de lançar o pacote de estabilização da moeda para se eleger presidente. FHC acaba vencendo a disputa no primeiro turno com 34.364.961 (54,27% dos válidos). Lula somou 17.122.127 votos (27,04% dos válidos).

1997 - O petista, sem cargo eletivo, tenta impedir a votação da emenda da reeleição, que acabou aprovada no Congresso.

1998 - Lula persegue pela terceira vez o sonho da Presidência, mas amarga nova derrota para FHC, ainda no 1º turno. O petista fez 21.475.218 votos (31,71% dos válidos). FHC, que colheu a segunda safra de frutos políticos da estabilização e fim da inflação com o Plano Real, teve 35.936.540 votos (53,06% dos válidos).

2002 - Depois de ameaçar ficar de fora da disputa, Lula vence a prévia do PT e faz a quarta - e vitoriosa - campanha presidencial de sua vida. No esforço em busca da Presidência, o PT e seu candidatos atraíram um emaranhado de partidos e linhas políticas. O vice de Lula, o empresário e senador mineiro José Alencar, é do Partido Liberal. O PT também aceitou os apoios de José Sarney (PMDB-PA) e de sua filha, a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PFL), ex-pretendente à sucessão. Na lista, estão ainda os peemedebistas Orestes Quércia (SP) e Roberto Requião (PR), e o governador mineiro Itamar Franco (sem partido).

Redação Terra