3 eventos ao vivo

Dilma chama fala de FHC sobre votos do PT de "elitista"

7 out 2014
19h50
atualizado às 20h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Presidente e candidata &agrave; reelei&ccedil;&atilde;o,&nbsp;Dilma Rousseff, durante un discurso em&nbsp;Bras&iacute;lia em 05/10</p>
Presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, durante un discurso em Brasília em 05/10
Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

A presidente Dilma Rousseff chamou nesta terça-feira de visão elitista e de mentirosa a análise do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de que o PT recebe o voto dos menos informados. O tucano disse em uma entrevista que a migração dos votos petistas dos centros urbanos para os grotões é uma “perda de seiva”.

“Acho lamentável, porque é uma visão elitista do país”, disse a presidente, em entrevista em Brasília. “Eu fico estarrecida quando escuto essa história, porque escutei isso durante a minha vida. Porque o povo não sabia votar, porque quando o povo não sabia votar, não tinha eleição, então não deixava o povo votar. Essa história de que o povo não sabe votar porque não se formou em uma universidade é uma falácia, uma mentira”, afirmou.

A afirmação de FHC foi feita em entrevista concedida aos blogueiros Josias de Souza e Mário Magalhães, do portal UOL. “O voto do PT está fincado nos menos informados, não é porque são pobres, é porque são menos informados”, disse o ex-presidente. O tucano fez uma autocrítica ao dizer que o PSDB não consegue dialogar com essa faixa da população.

Depois de se reunir com o conselho político de sua campanha, presidentes de partidos aliados, eleitos e candidatos, Dilma deu o tom do discurso que será feito para confrontar o PSDB. A presidente fez uma longa análise sobre a redução no número de pobres nos 12 anos de governo do PT, contra os oito de FHC e disse que o Brasil não pode olhar para apenas uma faixa da população.

“O Brasil não tem uma politica só, tem que ter as duas. A politica para a classe média e também para os mais pobres”, disse.

“Quem me conhece vota em mim”
Questionada sobre a baixa votação em São Paulo, Estado onde o presidenciável Aécio Neves (PSDB) ganhou com 44,22%, Dilma disse que “não teve votos” no Estado, mas aproveitou para alfinetar o tucano. Sorrindo, disse que ganhou em Minas Gerais, Estado natal dos dois candidatos, governado duas vezes pelo oponente.

Dilma diz que recebeu ligação de Marina

“Meu diagnóstico é assim simples: eu não tive voto. Não tem diagnóstico mais simples e humilde. Também fiquei muito feliz por ter ganhado no meu Estado natal”, disse.

“No Rio Grande do Sul também tive uma boa votação. Quem me conhece, votou em mim. Fiquei muito feliz com isso”, afirmou a petista, que morou no Rio Grande do Sul, onde foi secretária de governo. “Eu não acho que dá para ganhar sem Estado nenhum. Eu vou lutar para ganhar em todos os Estados possíveis”, acrescentou.

Ainda sobre São Paulo, Dilma Roussef afirmou: "nós achamos São Paulo um estado muito importante, eu pretendo dar toda atenção a São Paulo, inclusive, olhar com muito cuidado propostas para lá".

Veja o cenário eleitoral nos estados Veja o cenário eleitoral nos estados

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade