Alagoas

Domingo, 28 de dezembro de 2008, 16h07 Atualizada às 20h46

AL: a 5 dias da posse, vice-prefeito eleito é assassinado

  • Notícias

Odilon Rios
Direto de Maceió

A cinco dias da posse, o vice-prefeito eleito da cidade de Satuba, a 25 km de Maceió, Célio Gomes da Silva, o Célio Barateiro, foi assassinado a tiros dentro do seu supermercado, na noite de sábado. Segundo o delegado-geral-adjunto da Polícia Civil de Alagoas, José Edson Freitas Júnior, Barateiro foi atingido no tórax por seis disparos de pistola. Os disparos teriam sido efetuados por dois homens em uma Fiorino marrom ou uma Blazer preta.

"Estamos fechando os detalhes sobre isso. O caso já está sendo investigado. O serviço de inteligência da Polícia Civil de Alagoas está atuando e estamos recebendo muitas ligações anônimas com pistas", explicou. No início do mês, Célio Gomes foi preso com munições, armas e pássaros silvestres. Ele foi solto dias depois.

"Estamos trabalhando com todas as hipóteses, desde crime político até o assassinato dele estar relacionado com a prisão dele. Não podemos entrar em detalhes por causa das investigações", disse o delegado. Célio Gomes foi eleito na coligação PCdoB, PMDB, PV, PPS, PT, PDT e PSL. Ele era vice de Cícero Ferreira da Silva (PCdoB).

O grupo era de oposição e ganhou do candidato Cyro da Vera Cruz (DEM), apoiado pela prefeita Cícera do Bar (DEM) e o deputado estadual Antônio Albuquerque (sem partido), afastado do cargo acusado de desviar R$ 300 milhões da Assembléia Legislativa de Alagoas.


Especial para Terra