Rio de Janeiro (RJ)

Quarta, 26 de novembro de 2008, 19h21 Atualizada às 20h41

Rio: MP entra com ação contra diplomação de Carminha

  • Notícias

O Ministério Público Eleitoral entrou com mandado de segurança na Justiça para impedir a diplomação da vereadora eleita no Rio de Janeiro Carminha Jerominho. Segundo a procuradora regional eleitoral Silvana Batini, Carminha não está filiada regularmente a nenhum partido e ainda responde a inquérito policial por, supostamente, ter cometido crime eleitoral.

Carmen Glória Guinâncio Guimarães é filha do vereador Jerominho e sobrinha do ex-deputado estadual Natalino Guimarães. Os dois são acusados de chefiar uma milícia que atua na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro.

De acordo com o Ministério Público, o registro de filiação de Carminha Jerominho ao PTdoB apresentou problemas e está sob avaliação da Justiça, o que inviabilizaria sua diplomação.

Já no que se refere ao crime eleitoral, o Ministério Público afirma que Carminha é investigada pela alegação de que sua candidatura teria sido beneficiada pelo "poder" da organização paramilitar que seria liderada por seus parentes.


Agência Brasil