Recife (PE)

Terça, 25 de novembro de 2008, 01h29 Atualizada às 03h45

TRE vota contra cassação do prefeito eleito de Recife

  • Notícias

Alexandra Torres
Direto de Recife

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), por unanimidade, votou contra a cassação do prefeito eleito de Recife, João da Costa. Em decisão anterior, o juiz Nílson Nery determinou o afastamento do réu por suposto uso da máquina pública.

O Ministério Público de Pernambuco denunciou João da Costa pelo uso de equipamentos da prefeitura do Recife durante a campanha neste ano.

O atual prefeito da cidade, João Paulo Lima e Silva, também foi inocentado das acusações de uso eleitoral do Poder Executivo, em favor do seu candidato. Porém, os dois foram penalizados com multas.

O petista terá que desembolsar R$ 53.205 por propaganda eleitoral fora de época. Em março, foi lançada a publicação de uma revista Orçamento Participativo. A segunda multa, no valor de R$ 5.320, se refere ao envolvimento de servidores públicos que teriam enviado supostos e-mail da campanha em horário de trabalho.

Segundo a relatora Margarida Cantarelli, o laudo da Polícia Federal mostra que em cinco dos onze computadores da Secretaria de Educação havia documentos e fotos comprometedoras de funcionários em campanha com João da Costa.


Especial para Terra