São Paulo (SP)

Terça, 11 de novembro de 2008, 20h28 Atualizada às 20h32

Kassab: tentativa de cassação 'é uma questão jurídica'

  • Notícias

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, eleito para mais quatro anos de mandato, mostrou despreocupação hoje ao comentar sobre o recurso impetrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pela candidata derrotada à prefeitura Marta Suplicy (PT). "É uma questão jurídica que será 'tocada' pelos advogados", disse, em entrevista à rádio CBN.

A coligação petista pediu a impugnação da candidatura do democrata por acusá-lo de prática de conduta vedada a agente público. O motivo seria a edição de junho da revista Um olhar sobre São Paulo.

O recurso ao TSE tenta reverter decisão do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), que negou provimento a ação idêntica ajuizada.

A defesa de Marta alega que a revista foi financiada com recursos públicos da Secretaria Municipal de Planejamento e veiculou propaganda eleitoral de Kassab antes do prazo que a lei permite.

Isso configura a prática de propaganda antecipada e conduta vedada à agente público previstas em lei.

As penas previstas em lei são de multa de 50 a 100 mil Ufirs, ou R$ 53,2 a R$ 106,4 mil, por propaganda antecipada, e cassação do registro de candidatura.


Redação Terra