Rio de Janeiro (RJ)

Segunda, 10 de novembro de 2008, 08h31 Atualizada às 09h00

Paes reafirma instalação de unidade 24 horas na vila Kennedy

  • Notícias

De volta ao templo onde buscou apoio na campanha, o prefeito eleito do Rio de Janeiro,0 Eduardo Paes (PMDB), participou ontem da missa na igreja Cristo Operário, na vila Kennedy. A convite do padre José Carlos Lino de Souza, que se transformou numa espécie de seu guia espiritual. Paes esteve na comunidade pela décima vez. Durante a campanha, ele prometeu voltar muitas vezes à igreja, nos quatro anos à frente da prefeitura. Emocionado, agradeceu o apoio recebido e voltou a prometer uma Unidade de Pronto-Atendimento 24 horas para o bairro.

"Este lugar precisa de tudo. Principalmente saúde.Tenho o compromisso de trazer uma UPA 24 horas para cá. Vamos trazer projetos esportivos, educação de qualidade, recuperar o Parque do Mendanha, que eu comprei do Banco do Brasil quando fui secretário de Meio Ambiente e agora está abandonado", disse após a missa.

Paes agradeceu "a confiança das pessoas e a vitória". Depois da comunhão, ficou em silêncio. "Passa um monte de coisas na cabeça. Pedi a Deus que me guiasse nos próximos quatro anos para que eu tome as decisões certas, pedi forças para que governe com disposição essa cidade complexa e cheia de problemas", revelou.

O prefeito eleito disse que a igreja se transformou numa espécie de refúgio para os momentos de dificuldades na campanha. "Sempre saio mais forte espiritualmente, renovado", declarou. No dia da eleição, Paes foi à paróquia para que padre Lino rezasse por ele. Por duas vezes, a banda da igreja tocou a música Sou Um Milagre, que tem o refrão "Aquilo que parecia impossível, aquilo que parecia não ter saída. Aquilo que parecia ser minha morte, mas Jesus mudou minha sorte. Sou um milagre, estou aqui". O político cantou de mãos dadas com o sacerdote, unindo-se ao coro de mais de 800 fiéis que lotaram a igreja.

"Esse é o hino da minha campanha. Todo mundo relaciona essa música com o segundo turno, mas quem olhar para atrás sabe que foi muito difícil eu virar candidato. Foi mais difícil do que ganhar. Padre Lino virou uma pessoa muito importante durante esse processo. É o padre do prefeito e do Vascão", arriscou.


O Dia