Tocantins

Quinta, 6 de novembro de 2008, 16h05 Atualizada às 16h06

MPE denuncia 62 candidatos por boca-de-urna no TO

  • Notícias

O Ministério Público Eleitoral (MPE) denunciou 62 candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores em Miracema e Lajeado, no Tocantins, por supostos crimes de boca-de-urna, por meio de panfletagem próxima aos locais de votação. A informação é do Tribunal Regional Eleitoral e do Ministério Público do Estado do Tocantins.

A denúncia foi feita pelo promotor eleitoral Vilmar Ferreira de Oliveira após as eleições. "Os denunciados fizeram e/ou determinaram, através de correligionários, a panfletação das ruas com santinhos de propaganda política, sabendo ser vedado tal prática pela legislação em vigor", sustentou o promotor eleitoral.

Oliveira acredita que a pena tem que ser com multa no valor de oito salários mínimos para candidatos à prefeito e de quatro para vereadores. O promotor informa que os valores arrecadados com as multas devem ser utilizados para compra de bafômetros e decibelímetros para os municípios de Miracema, Tocantínia e Lajeado.


Redação Terra