Rio de Janeiro (RJ)

Terça, 4 de novembro de 2008, 11h55

Comandante da PM em Niterói pode chefiar guarda no Rio

  • Notícias

O nome mais cotado para comandar a Guarda Municipal (GM) do Rio de Janeiro na próxima gestão é o do comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Niterói, tenente-coronel Ricardo Pacheco. Apesar de a indicação não ter sido confirmada oficialmente pelo futuro secretário da Ordem Pública, Rodrigo Bethlem, o oficial da Polícia Militar (PM) já teria sido consultado para ocupar o cargo que pertence à pasta que será criada pelo prefeito eleito Eduardo Paes (PMDB).

O futuro secretário trabalhou com Pacheco quando comandava o 19º BPM de Copacabana, em 2007. Na época, começou a funcionar a operação Copabacana, de ordenamento urbano, depois levada para Ipanema e Barra da Tijuca. A PM dá apoio às ações e Bethlem prevê que a parceria entre a polícia e a GM deve ser estendida.

"Queremos os guardas na rua, para ajudar no policiamento ostensivo de áreas movimentadas como a Dias da Cruz, no Méier, o Calçadão de Madureira, a orla. Conversei com o secretário José Mariano Beltrame, que ficou muito animado. Vamos remanejar quem está desviado de função e trazer de volta para a rua". Ele quer escalar dois guardas para cada PM.

Pacheco também já comandou o Batalhão de Policiamento de Trânsito, quando essa era uma atribuição da PM, e a experiência seria útil, já que a Guarda hoje faz esse patrulhamento.


O Dia