Rio de Janeiro

Quinta, 30 de outubro de 2008, 18h30 Atualizada às 18h52

Garotinho acusa prefeito de Campos de dificultar transição

  • Notícias

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PMDB) acusou o prefeito de Campos dos Goytacazes (RJ) de não fornecer as informações necessárias para a transição de governo para sua mulher, Rosinha Garotinho (PMDB), prefeita eleita em segundo turno na disputa contra Arnaldo Vianna (PDT).

Em seu blog, Garotinho afirmou que o prefeito Alexandre Mocaiber estará ferindo a lei orgânica do município, caso não disponibilize as informações até o dia 1° de novembro.

"Alguém sensato deve avisar ao atual prefeito o risco que ele está correndo", escreveu o ex-governador. "Se até o dia 1º o prefeito não publicar em Diário Oficial as informações previstas no artigo 75 da Lei Orgânica do Município, corre dois riscos: ser afastado ou ser preso."

No blog, Garotinho transcreve o artigo 75, que detalha as obrigações do prefeito no período de transição. Nele, o prefeito se responsabiliza por entregar ao sucessor um relatório da situação da administração municipal até 60 dias antes da posse.

A assessoria de imprensa do prefeito Alexandre Mocaiber foi procurada para se defender das acusações de Garotinho, mas não foi localizada.


Redação Terra