Rio de Janeiro (RJ)

Quarta, 29 de outubro de 2008, 07h24 Atualizada às 07h39

Cesar Maia demite infiéis do DEM que apoiaram Paes no Rio

  • Notícias

O prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia (DEM), exonerou dois secretários e uma assessora especial que teriam deixado de segui-lo na campanha por Fernando Gabeira (PV) e apoiaram Eduardo Paes (PMDB). O prefeito afirma que foi 'coincidência'.

Deixam seu governo três nomes conhecidos do DEM: Laura Carneiro, que era assessora especial do gabinete de Cesar, o secretário municipal de Transportes, Arolde de Oliveira, e a secretária de Meio Ambiente, Rosa Fernandes.

Laura fez campanha para Solange Amaral (DEM) no primeiro turno, mas recusou-se a apoiar Gabeira e atuou em favor de Paes no segundo.

Oliveira foi mais discreto na adesão a Paes na segunda etapa, mas sua mulher, Yvelise de Oliveira, apoiou o peemedebista desde o primeiro turno.

As exonerações se somaram às queixas de militantes ligados aos vereadores Sílvia Pontes (DEM) e Wanderley Mariz (DEM), que também aderiram a Paes. A vereadora reclama do fim de projetos esportivos com pessoas indicadas por eles.

O prefeito alega que os contratos dos projetos ligados à vereadora se encerraram no período eleitoral. Segundo ele, a ex-deputada Laura Carneiro deixou o cargo a pedido. O prefeito também deu posse a um novo secretário de Meio Ambiente.

Assumiu o professor Célio Luparelli, do DEM, que não conseguiu se reeleger e se empenhou na campanha verde.


O Dia