São Luís

Terça, 28 de outubro de 2008, 14h04

Castelo diz que espera lealdade e competência de secretários

  • Notícias

Castelo afirmou que não tem promessas, e sim projetos viáveis
Castelo afirmou que não tem promessas, e sim projetos viáveis
Shirley Freire/Especial para Terra

Shirley Freire
Direto de São Luís

O prefeito eleito de São Luís, João Castelo (PSDB), afirmou que irá seguir três critérios na escolha do secretariado municipal. "Meus secretários deverão ter três critérios, lealdade, seriedade e competência", disse, no final desta manhã durante a sua primeira entrevista coletiva como prefeito eleito.

Durante a entrevista, ele afirmou que estava em reunião com representantes do Banco Mundial e com o governador do Estado, Jackson Lago, para tratar da liberação de recursos para os projetos de saneamento básico e social que serão implementados durante sua gestão.

O prefeito afirmou que a saúde será a sua prioridade imediata na sua gestão. "Minha prioridade imediata vai ser o setor da saúde, que está caótico", disse.

Ao ser questionado se teria tempo de cumprir todas as promessas feitas durante a campanha, ele afirmou que todas suas propostas são viáveis. "Vou lutar para cumprir os projetos, porque eu não faço promessas, tenho projetos e todos são viáveis. Se vai dar tempo concretizar todos? Espero que sim", disse.

Sobre a criação de novas secretarias, Castelo falou que vai primeiro criar uma equipe de transição para estudar a situação atual da prefeitura e somente depois vai pensar na criação de novas pastas. "Não posso adiantar nada agora. Preciso ter certeza da estrutura que terei, mas tenho planos de transformar a Fundação Municipal de Cultura, por exemplo, em secretaria de Cultura, para assim garantir investimentos maiores para os projetos culturais da cidade", disse.

O prefeito eleito confirmou também a criação de três subprefeituras, uma na área Itaqui-Bacanga e outras duas na zona rural e Cidade Operária, bairro que construiu quando foi governador.

Questionado sobre o a declaração do candidato derrotado, Flávio Dino (PCdoB) de que entraria na Justiça para apurar a prisão em flagrante de um comerciante por compra de votos que teria favorecido sua eleição, Castelo também foi direto:"Lamento essa postura do candidato derrotado.Precisamos ter bom senso para evitar agressões sem fundamentos.Considero isso falta de dignidade.Não tenho nada a ver com isso".

Castelo disse ainda que na sexta-feira passada entrou na Justiça com uma interpelação solicitando que Dino prove todas as acusações que fez a ele durante campanha."Porque essas questões quem decide é a Justiça", concluiu.

Sobre a base aliada na Câmara Municipal de São Luís, Castelo disse que esse assunto diz respeito aos vereadores. "O que eu espero é trabalhar em parceria com os vereadores, não me preocupo com questões políticas neste momento".

Questionado sobre o índice de abstenções na eleição de São Luís, o maior do país, o prefeito eleito disse que também se preocupa, mas preferiu não falar sobre o assunto.

Ao final, o prefeito afirmou que irá tirar duas semanas de férias com a mulher, Gardênia Gonçalves. "Vou viajar, desligar de tudo, cuidar da saúde e me preparar para trabalhar muito nos próximos anos", disse.


Especial para Terra